Digital Repository

A- A A+

Atividade de inovação em firmas de economias emergentes : proposta de um conjunto de novos indicadores

DSpace/Manakin Repository

Atividade de inovação em firmas de economias emergentes : proposta de um conjunto de novos indicadores

Show full item record

Statistics

Title Atividade de inovação em firmas de economias emergentes : proposta de um conjunto de novos indicadores
Author Marins, Luciana Manhães
Advisor Zawislak, Paulo Antonio
Date 2010
Level Doctorate
Institution Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Subject Desenvolvimento
Indicadores
Inovação
[en] Economic theory
[en] Emerging economies’ firms
[en] Indicators
[en] Innovation activity
[en] Innovative performance
Abstract in Portuguese Os indicadores tradicionais de atividades inovativas, dentre os quais se destacam as estatísticas de pesquisa e desenvolvimento e patentes, se apoiam no argumento linear de que a pesquisa leva à comercialização de novas tecnologias. Baseados nos indicadores tradicionais, estudos recentes focados no processo de inovação industrial em economias emergentes afirmam que hoje em dia as firmas latino-americanas desempenham um papel passivo nas atividades inovadoras mundiais, caracterizado pela ausência de capacidades inovadoras. Esses indicadores, entretanto, não parecem ser os mais adequados para se medir a inovação, em especial em firmas dessa natureza. Isso porque eles se mostram limitados para captar como o processo de inovação ocorre no interior das firmas. O fato de que o comprometimento empresarial deliberado com a atividade de inovação seja relativamente menor em firmas localizadas em economias emergentes não necessariamente implica a ausência de atividades inovadoras nas mesmas. Possivelmente, atividades inovadoras se desdobram de maneira diferente. Sua avaliação, portanto, requer o uso de outras medidas. Este estudo tem como objetivo desenvolver um conjunto de novos indicadores de atividades inovativas que ampliem o escopo de análise dos indicadores tradicionais no interior das firmas e testá-los em um grupo de firmas da economia brasileira. Para se garantir a acurácia dos novos indicadores de atividades inovativas, a criação dos mesmos é teoricamente amparada por cinco correntes do pensamento econômico: a teoria clássica, a teoria neoclássica, a teoria schumpeteriana, a teoria coaseana da firma e a teoria evolucionária da mudança econômica. Propõe-se teoricamente um conjunto de 16 novos indicadores de inovação, agrupados em torno de quatro dimensões: empreendedorismo, estrutura, coordenação e valor. Para o teste e a validação dos novos indicadores, é realizado um estudo de casos múltiplos em sete firmas brasileiras. Em paralelo ao conjunto de novos indicadores de inovação, também são aplicados junto aos casos estudados quatro indicadores tradicionais, em vias de se ressaltar as especificidades que os novos indicadores permitem observar. Evidências empíricas obtidas na pesquisa de campo referentes ao processo de inovação e ao desempenho inovativo dos casos estudados sugerem a existência de atividades inovadoras que extrapolam os aspectos capturados pelos indicadores tradicionais. Especificamente, observou-se a existência de atividades inovadoras e de desempenho inovativo intermediário nos casos estudados. Adicionalmente, as análises realizadas a partir do primeiro exercício de aplicação do conjunto de novos indicadores evidenciaram que 12 novos indicadores de inovação são acurados o suficiente para serem utilizados em pesquisas futuras e complementarem as análises antes embasadas somente nos indicadores tradicionais. Esses novos indicadores, em especial quando usados conjuntamente, permitem um entendimento mais detalhado da atividade de inovação no âmbito intraorganizacional.
Abstract The traditional indicators on innovation rely on the linear assumption that research leads to development. Overall, these indicators refer to research and development expenditures and patents statistics. Based on the traditional innovation indicators, recent studies focused on the industrial innovation process at emerging economies argue that nowadays Latin American firms play a passive role in world’s innovative activities, characterised by the lack of firms’ innovative capabilities. However, these indicators do not seem to be the most appropriate for measuring innovation, especially in emerging economies’ firms. This is because the traditional indicators are unable to capture how the innovation process occurs inside firms. The fact that the deliberated commitment to innovation is relatively low in firms of emerging economies does not necessarily mean that they do not undertake innovative activities. Innovative activities possibly take a different form and therefore also require other measures. The aim of this study is to develop a set of new indicators on innovation that broaden the scope of the traditional indicators on innovation and test them in a group of Brazilian firms. In order to assure the accuracy of the new indicators, this study searches for support from five approaches of the economic theory: the classical theory; the neoclassical theory; the Schumpeterian theory; the Coasean theory of the firm; and the evolutionary theory of economic change. A set of 16 new indicators is theoretically proposed. They are distributed over four dimensions: entrepreneurship, structure, coordination and value. To test and validate the new indicators, a multiple case study is conducted in seven Brazilian firms. This study also makes use of the application of four traditional indicators on innovation with the aim of highlighting the specificities observed by the use of the new indicators. Empirical evidence on the innovation process and performance of the studied cases suggest the existence of innovative activities that go beyond the aspects captured by the traditional indicators. Additionally, the analyses undertaken through the first application exercise of the set of new indicators showed that 12 new indicators are sufficiently accurate to be utilised by future studies. They could be of help to complement the analyses hitherto only guided by the traditional indicators. These new indicators, especially when together employed, allow a more comprehensive observation of the innovation activity inside firms.
Type Thesis
URI http://hdl.handle.net/10183/24183
Files Description Format View
000745668.pdf (3.479Mb) Texto completo Adobe PDF View/Open

This item is licensed under a Creative Commons License

This item appears in the following Collection(s)


Show full item record

Browse



  • The author is the owner of the copyrights of the documents available in this repository and is prohibited under the law, the marketing of any kind without prior authorization.
    Graphic design by Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.