Repositório Digital

A- A A+

Analítica da ação pedagógica : do discurso explicativo ao uso didático da linguagem

.

Analítica da ação pedagógica : do discurso explicativo ao uso didático da linguagem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Analítica da ação pedagógica : do discurso explicativo ao uso didático da linguagem
Autor Zaslavsky, Alexandre
Orientador Martini, Rosa Maria Filippozzi
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Didática
Discurso
Linguagem
[en] Communicative action.
[en] Didactic thematization
[en] Explanatory discourse
[en] Pedagogical action
Resumo O presente trabalho é uma investigação em filosofia da educação, no contexto teórico da Teoria da Ação Comunicativa, de Jürgen Habermas. Trata-se de propor um conceito de ação pedagógica dentro das categorias habermasianas de análise da ação social, ou seja, uma analítica da ação pedagógica. No primeiro capítulo, faz-se uma revisão da literatura acerca do tema, bem como das breves menções do assunto nos textos de Habermas. Constata-se um ponto de clivagem na literatura, encaminhando a uma dicotomia entre identidade conceitual ou exclusão recíproca, quanto à relação entre ação pedagógica e ação comunicativa. Problematiza-se o conceito do pedagógico na teoria da ação comunicativa. O problema investigado é: o que é a especificidade da ação pedagógica e de que modo ela se estrutura segundo a ação comunicativa, apesar da assimetria entre os atores? No segundo capítulo, reconstrói-se brevemente o recorte conceitual da tese – a teoria habermasiana do discurso. Enfatiza-se a reflexividade da linguagem natural, propriedade central tanto para a ação comunicativa, quanto para o discurso e a ação pedagógica. Também o tema da aprendizagem é abordado. No terceiro e último capítulo, procede-se à analítica da ação pedagógica, seguindo o fio condutor das relações entre racionalidade e aprendizagem. De início, aponta-se o papel da aprendizagem na teoria habermasiana, estando localizada no discurso. Argumenta-se por um momento assimétrico do discurso, em que o sucesso na aprendizagem é condição para a obtenção de acordo. Propõe-se o discurso explicativo como o lócus específico da ação pedagógica, pois os problemas de inteligibilidade a tornam necessária e explícita. A ação pedagógica se inscreve ou co-realiza no discurso explicativo, cujas propriedades a possibilitam. Propõe-se a categoria de situação pedagógica, enquanto situação específica da ação pedagógica, necessária para a compreensão desta em um modelo comunicativo de ação. A questão da coordenação entre planos de ação docentes e discentes é colocada, encaminhando ao ponto central da tematização didática ou uso didático da linguagem, médium desta interação. Caracteriza-se os aspectos de engendramento e antecipação da tematização didática: o primeiro se refere à relação abstrata com o mundo, decorrente do uso explicativo da linguagem, e o segundo trata da compreensão das tomadas de posição fáticas dos interlocutores, mesmo não explícitas. Por fim, aborda-se a ação pedagógica, enquanto orientada à aprendizagem, quando se procura responder ao problema enunciado no início do trabalho. À questão do estratégico aparente, responde-se com a distinção entre a atitude objetivante da ação estratégica e a atitude hipotética do discurso, realizativa e objetualizadora simultaneamente. À questão da compatibilidade entre simetria comunicativa e assimetria pedagógica, responde-se, sob o ângulo dos meios da ação, pela subsunção da tematização didática na explicativa, e, sob o ângulo dos fins, pela subsunção da orientação à aprendizagem na orientação ao entendimento. Em síntese, a especificidade da ação pedagógica é a tematização didática, a qual se estrutura, segundo a ação comunicativa, através das propriedades do discurso explicativo.
Abstract The present work is an investigation on philosophy of education in the theoretical context of the Theory of Communicative Action, by Jürgen Habermas. It is a proposition of a pedagogical action concept within the Habermas’ categories of analysis over the social action, i.e. an analysis of the pedagogical action. The first chapter presents a literature review as well as brief mentions over this subject included in Habermas’ texts. It verifies a point of cleavage in the literature, concerning the relationship between pedagogical action and communicative action that leads towards a dichotomy between conceptual identity or mutual exclusion. The section discusses the concept of pedagogic action in the theory of communicative action. The problem investigated is: what is the specificity of the pedagogical action and how it is structured according to communicative action, despite the asymmetry between the actors? The second chapter reconstructs briefly the conceptual cutting of the Habermas’ Discourse Theory. It emphasizes the reflexivity of the natural language, the main characteristic for the communicative action, for the discourse and pedagogical action. The learning theme is also addressed in this part. The third and final chapter performs the analysis of the pedagogical action, following the thread of relations between rationality and learning. At first, it points out the role of learning in the Habermas’ theory which is located in the discourse. Also, it argues for an asymmetrical moment of the discourse, in which success in learning is a prerequisite for reaching any agreement. The study proposes the explanatory discourse as the specific lócus of the pedagogical action; the problems concerning the intelligibility make it necessary and explicit. The pedagogical action is included or happens together with the explanatory discourse whose properties make it possible. The analysis also proposes the category of pedagogical situation as a specific situation of pedagogical action which is necessary for the its understanding in a communicative model of action. The issue concerning the coordination between teachers and students’ action plans is presented in this part conducing to the focus of the didactic thematization or the didactic use of language, which is the médium of this interaction. It characterizes the aspects of the didactic thematization engendering and anticipation; the first one refers to the abstract relationship with the world due to the use of explanatory language, and the second deals with the understanding of the factual positions taken by the parties involved in the process, even if they are not explicit. Finally, it addresses the pedagogical action while oriented to the learning process when it tries to respond to the problem stated in the beginning of this work. The distinction between the objectifying attitude of the strategic action and hypothetical attitude of the discourse, simultaneously performative and objectifying, responds to the matter of the strategic apparent. To the question of the compatibility between communicative symmetry and pedagogic asymmetry it responds, from the perspective of the means of the action, through the subsumption of the didactic thematization in the explicative, and from the perspective of the ends, through the subsumption of the orientation to the learning process in the orientation to the understanding process. In summary, the specificity of the pedagogical action is the didactic thematization, which is structured according to the communicative action through the properties of the explanatory discourse.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/24193
Arquivos Descrição Formato
000746145.pdf (690.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.