Repositório Digital

A- A A+

Intervenções de saúde mental desenvolvidadas por equipes da Estratégia Saúde da Família : uma revisão integrativa

.

Intervenções de saúde mental desenvolvidadas por equipes da Estratégia Saúde da Família : uma revisão integrativa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Intervenções de saúde mental desenvolvidadas por equipes da Estratégia Saúde da Família : uma revisão integrativa
Autor Oliveira, Charlise Pasuch de
Orientador Olschowsky, Agnes
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Saúde da família
Saúde mental
[en] Family health strategy
[en] Interventions
[en] Mental health
Resumo A Reforma Psiquiátrica tem entre seus pressupostos teóricos a desinstitucionalização, buscando resgatar a cidadania da pessoa em sofrimento psíquico, propondo a realização do cuidado no espaço do território, entendido como lugar privilegiado de trocas sociais. Temos o objetivo de identificar, na literatura científica, as intervenções de saúde mental realizadas por equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). Realizamos uma revisão integrativa com busca de artigos científicos nas bases de dados MEDLINE e LILACS, no período de janeiro de 2004 a setembro de 2009. Foram encontrados 170 artigos, dentre esses foram selecionados 11 de acordo com critérios de inclusão. Na análise dos dados evidenciamos que as intervenções de saúde mental desenvolvidas pelos profissionais da ESF foram: escuta, vínculo, acolhimento, discussões de casos, atenção à família, responsabilização, visita domiciliar, realização de grupo, encaminhamento para serviço especializado, consultas psiquiátricas e controle da medicação. A maioria das intervenções de saúde mental é orientada pela prática da psiquiatria tradicional, que se detém, basicamente, às questões de ordem biológica. Assim, o controle da medicação e o encaminhamento para serviço especializado foram as principais ações desenvolvidas por equipes da ESF. Esse estudo identificou a necessidade de os trabalhadores reinventarem as práticas de cuidado em saúde mental, compreendendo a qualificação dos trabalhadores como importante ferramenta para a instituição de novas formas de cuidar em saúde mental. A ESF tem como uma de suas responsabilidades a garantia da continuidade da atenção à saúde, podendo, desta forma, propiciar a reinserção social da pessoa em sofrimento psíquico, por meio da realização de ações integradas com os demais serviços que compõem a rede de saúde mental, entendida para além dos serviços de saúde. O trabalho intersetorial poderá proporcionar uma assistência contínua e integral.
Abstract The Psychiatric Reform have in it's theoric presupositions the desinstitucionalization, trying to emancipate the citizenship from those in psychic suffering, offering the execution of the care on the space of the territory, understood as a privileged place of social trade. We have the objective of identifying in the scientific literature the interventions of mental health done by teams of the Family Health Strategy (FHS). We did a supplementary revision in search of scientific articles in the MEDLINE and LILACS databases, between the date of january 2004 and september 2009. There was found 170 articles and from them it was choosen 11, according to inclusion standard. In the analysis we found out that the interventions of mental health developed by the FHS professionals were the following: listening, bonding, reception, debates of specific cases, attention to families, accountability, home visitation, group realization, guiding to specialized service, psychiatric care and medication control. The largest part of interventions of mental health is oriented by the practice of the traditional psychiatry, which focus in biological issues. Thus, the medication control and the guiding to specialized service were the most important actions done by FHS teams. This research identified the necessity of workers to re-create the practices in mental healthcare, understanding the qualifications of the workers as a important tool for the foundation of new ways to treat mental health. FHS has as one of it's responsibility the guarantee in the continuity of the healthcare, allowing the social reinsertion of those in psychiatric suffering by the execution of actions allied with others services of the mental healthcare. The intersetorial working may provide a continuous and integral assistance.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24204
Arquivos Descrição Formato
000746339.pdf (291.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.