Repositório Digital

A- A A+

Dor osteomuscular em membros superiores e casos sugestivos de LER/DORT entre trabalhadores bancários

.

Dor osteomuscular em membros superiores e casos sugestivos de LER/DORT entre trabalhadores bancários

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dor osteomuscular em membros superiores e casos sugestivos de LER/DORT entre trabalhadores bancários
Autor Scopel, Juliana
Orientador Oliveira, Paulo Antonio Barros
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Bancários
Doenças profissionais
Epidemiologia
Lesões por esforços repetitivos
Transtornos traumáticos cumulativos
[en] Bank workers
[en] Cross-sectional studies
[en] Epidemiology
[en] Health surveillance
[en] Occupational health
[en] RSI/WROD
Resumo Introdução: As Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho – LER/DORT – têm provocado grande impacto na vida dos trabalhadores e apresentam significativas repercussões socioeconômicas. Este estudo tem como objetivo estimar a prevalência de casos sugestivos de LER/DORT e dos sintomas em membros superiores, além da identificação de fatores associados a essas lesões e sintomas, em bancários de Porto Alegre. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, realizado com questionário validado, nomeado “LER-like condition” para o rastreamento de casos sugestivos de LER/DORT. Um total de 356 indivíduos foi selecionado aleatoriamente a partir da estratificação dos bancos em públicos e privados e das agências em unidades de pequeno, médio e grande porte, resultando em uma amostra representativa composta de seis estratos dos diferentes bancos de Porto Alegre. A análise estatística univariada e multivariada foi realizada pelo modelo de regressão de Poisson com variância robusta, incorporando-se a estrutura do delineamento e ajuste para os conglomerados. Resultados: A prevalência de casos sugestivos de LER/DORT foi de 35% nas mulheres e 21,5% nos homens (RP= 1,54 IC95% 1,18-2,02). Trabalhadores que apresentaram monotonia física (RP= 1,78 IC95% 1,07-2,97), idade entre 26 e 45 anos (RP= 1,99 IC95% 1,16-3,39) e com mais de 45 anos (RP= 2,84 IC95% 1,26- 6,39) apresentaram maior prevalência de casos sugestivos de LER/DORT do que os grupos de comparação. Conclusão: O estudo mostra que os aspectos importantes no adoecimento por sintomas osteomusculares e LER/DORT entre os bancários parecem ser diferentes hoje dos conhecidos historicamente. Os aspectos psicossociais da sobrecarga, como a monotonia no trabalho, parecem prevalecer, necessitando de estudos longitudinais para melhor avaliar as hipóteses levantadas no presente estudo.
Abstract Introduction: Repetitive Strain Injury/Work-Related Osteo-Muscular Disease – RSI/WROD – has had a major impact on the lives of workers, with significant socioeconomic effects. The purpose of the present study is to estimate the prevalence of “RSI-like condition” and of upper-limb symptoms, together with associated factors, amongst bank workers in Porto Alegre. Methods: A cross-sectional study was used with a questionnaire designed to screen “RSI-like condition”. A sample of 356 subjects were selected at random from a stratification of banks into public or private, with small, medium and large branches, resulting in a representative sample for Porto Alegre. Univariate and multivariate statistical analyses were applied using a Poisson regression with robust variance and incorporating the structure of the design and adjustment for sampling design. Results: The prevalence of “RSI-like condition” was greater amongst women than amongst men (RP= 1,54 IC95% 1,18-2,02). Workers facing physical monotony (PR = 1.78 95% 1,07-2,97) aged between 26 and 45 years (PR = 1.99 95% CI 1,16-3,39) and more than 45 years (PR = 2.84 95% 1,26-6,39) have significantly more “RSI-like condition” than comparative groups. Conclusion: This study shows that important aspects of musculoskeletal symptoms and RSI/WROD, on bank workers seem to be different today than the ones historically known and require further longitudinal studies to better evaluate the hypotheses raised in this study, pointing to psychosocial burdens such as the monotony at work.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24322
Arquivos Descrição Formato
000744486.pdf (534.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.