Repositório Digital

A- A A+

Competências para o gerenciamento em enfermagem : revisão de literatura

.

Competências para o gerenciamento em enfermagem : revisão de literatura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Competências para o gerenciamento em enfermagem : revisão de literatura
Autor Silva, Andria Machado da
Orientador Witt, Regina Rigatto
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Competência profissional
Gerência : Enfermagem
Resumo O fato de vivermos na era da globalização exige dos profissionais uma postura que seja compatível com as mudanças e necessidades desse novo tempo. O termo competência profissional surge para atender as exigências do mercado produtivo, adequando a força de trabalho a esta nova ordem vigente. Dentre os profissionais de saúde, o enfermeiro é o profissional que apresenta legalmente competência para o exercício da gerência nos serviços de saúde. Para o exercício da gerência, o enfermeiro precisa articular, mobilizar de maneira pró-ativa, conhecimentos, habilidades e atitudes em toda e qualquer situação, sendo previsível ou não. Este estudo tem como objetivo descrever como vem sendo abordada a temática das competências para o gerenciamento em enfermagem, a partir da análise da produção científica sobre o assunto nos últimos dez anos, nas bases de dados LILACS, SciELO e BDENF. Para busca dos artigos, foram utilizados os descritores competência profissional and enfermagem. O período de levantamento das publicações foi de 1999 a 2008. Foram encontradas 164 referências em português, dentre essas, 12 artigos responderam aos critérios de inclusão. As categorias de análise que emergiram foram três: ensino de competências para o gerenciamento em enfermagem, competências para o gerenciamento na prática profissional hospitalar e na atenção básica. Os resultados mostram que o maior desafio hoje para que o enfermeiro exerça o gerenciamento é o desenvolvimento de um processo que possibilite identificar, promover e gerir as competências que devem ser mobilizadas pelos trabalhadores, para que estes atuem segundo a premissa básica de melhorar a qualidade da assistência em saúde, incorporando em suas ações os princípios da integralidade da atenção, da humanização do cuidado e do reconhecimento da autonomia e dos direitos do usuário dos serviços de saúde.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24328
Arquivos Descrição Formato
000746776.pdf (221.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.