Repositório Digital

A- A A+

Nova mídia, socialização e adolescência : um estudo exploratório sobre o consumo das novas tecnologias de comunicação pelos jovens

.

Nova mídia, socialização e adolescência : um estudo exploratório sobre o consumo das novas tecnologias de comunicação pelos jovens

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nova mídia, socialização e adolescência : um estudo exploratório sobre o consumo das novas tecnologias de comunicação pelos jovens
Autor Barcelos, Renato Hübner
Orientador Rossi, Carlos Alberto Vargas
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Comportamento do consumidor
Mídia digital
Novas tecnologias
Socialização do adolescente
[en] New media
[en] Socialization
[en] Teenager consumers
[en] Teenagers
Resumo O consumo das tecnologias da nova mídia – entre elas, a internet e suas aplicações, o telefone celular e os jogos online – possui um papel especialmente relevante para os jovens. Pode-se dizer que a geração adolescente atual não “adotou” a nova mídia, mas sim que ela sempre foi parte de suas vidas. Estas tecnologias oferecem amplas possibilidades de comunicação e expressão e são mais interativas e imersivas que a mídia “tradicional” – como a televisão, o rádio e o jornal, por exemplo. Além disso, os jovens têm se valido destas novas tecnologias em seus processos de aprendizagem e socialização. Eles se preocupam bastante em cultivar suas relações sociais e em construir sua identidade e, assim, a possibilidade de as novas tecnologias aprimorarem a sua socialização pode ser sua a grande atratividade. Frente a isso, este trabalho se propôs a investigar que papéis a nova mídia desempenha na socialização dos adolescentes. Esta investigação é realizada considerando o amplo domínio tecnológico da nova mídia, e não apenas uma tecnologia específica, a fim de explorar as relações gerais que existem entre elas e as motivações dos adolescentes. Estes, por sua vez, são considerados por seu papel ativo na apropriação da mídia, e não como figuras passivas sujeitas à ação determinista de influências externas. O consumo das tecnologias da nova mídia – entre elas, a internet e suas aplicações, o telefone celular e os jogos online – possui um papel especialmente relevante para os jovens. Pode-se dizer que a geração adolescente atual não “adotou” a nova mídia, mas sim que ela sempre foi parte de suas vidas. Estas tecnologias oferecem amplas possibilidades de comunicação e expressão e são mais interativas e imersivas que a mídia “tradicional” – como a televisão, o rádio e o jornal, por exemplo. Além disso, os jovens têm se valido destas novas tecnologias em seus processos de aprendizagem e socialização. Eles se preocupam bastante em cultivar suas relações sociais e em construir sua identidade e, assim, a possibilidade de as novas tecnologias aprimorarem a sua socialização pode ser sua a grande atratividade. Frente a isso, este trabalho se propôs a investigar que papéis a nova mídia desempenha na socialização dos adolescentes. Esta investigação é realizada considerando o amplo domínio tecnológico da nova mídia, e não apenas uma tecnologia específica, a fim de explorar as relações gerais que existem entre elas e as motivações dos adolescentes. Estes, por sua vez, são considerados por seu papel ativo na apropriação da mídia, e não como figuras passivas sujeitas à ação determinista de influências externas. Por outro lado, ela pode provocar um distanciamento em certos contextos e preocupações quanto à privacidade, além de uma possível dependência da mídia para a socialização. Estes resultados buscam contribuir com o conhecimento na área ao enfatizar o contexto social dos adolescentes e ao promover um entendimento mais holístico sobre o tema.
Abstract The consumption of new media technologies – including internet and its applications, mobile phones and online games – has an important role for young people. It is possible to say that the current teen generation has not “adopted” the new media, they were always part of their lives. The main features of these technologies are their wide possibilities of communication and expression, which are more interactive and immersive than “traditional” media’s – such as television, newspapers or radio. Moreover, young people have taken advantage of these new technologies in their learning and socialization processes. Teenagers are very concerned about their social relationships and the development of their self-identity, thus the possibilities offered by new media to achieve these purposes may be their greatest attractiveness. In face of these considerations, the aim of this study is to investigate the roles of new media in the socialization of adolescents. This research is undertaken over the wide technological dominium of new media, not only over a specific isolated technology in order to explore the generic relationships between them and teenagers’ motivations. Young people are considered for their active role in media appropriation, not just as passive individuals under deterministic external influences. This study proposed an exploratory qualitative research under interpretative approach. In first place, it was conducted a review of the literature about adolescents’ consumption behavior and the uses of new media. In second place, it was undertaken a combination of focus groups and depth interviews with 45 adolescents of both genders, between 13-17 years old. As results, the research has indicated connectedness, entertainment, self-expression and image construction as the main motivations involved in new media appropriation. Peers appear to be the most important sources of consumption influences, so as the family, in certain situations. The research has also identified a number of factors guiding teenagers’ selection of specific new media technologies, such as the desired or required immediacy, the use of the medium by interest groups, the communication costs, the presence of aggregated features and the intimacy level of the relationship. Finally, this study also evaluated the advantages and disadvantages of teenagers’ communication through new media and the meanings of this communication in their socialization. More specifically, the new technologies are essential to relationships’ maintenance and intensification and useful for networking expansion and interaction with the opposite gender. In the other hand, communication through new media may induce detachment between young people and concerns about privacy in certain cases, besides the possibility of media dependency for their socialization. The results of this study aim to contribute with the knowledge in the field by the emphasis in the social context of young people and the advancement in a more holistic understanding about this subject.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24512
Arquivos Descrição Formato
000747049.pdf (1.177Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.