Repositório Digital

A- A A+

Reconstrução mamária imediata utilizando retalho miocutâneo transverso de reto abdominal : influência na recorrência de câncer de mama em pacientes mastectomizadas

.

Reconstrução mamária imediata utilizando retalho miocutâneo transverso de reto abdominal : influência na recorrência de câncer de mama em pacientes mastectomizadas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reconstrução mamária imediata utilizando retalho miocutâneo transverso de reto abdominal : influência na recorrência de câncer de mama em pacientes mastectomizadas
Autor Zucatto, Ângela Erguy
Orientador Corleta, Helena von Eye
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Mamoplastia
Mastectomia
Neoplasias da mama
Recidiva
[en] Breast cancer
[en] Breast cancer recurrence
[en] Breast reconstruction
[en] TRAM
Resumo Introdução: O câncer de mama é a neoplasia maligna mais prevalente em mulheres. Em decorrência do diagnóstico tardio, a mastectomia radical modificada (MRM) permanece como tratamento cirúrgico de escolha para a maioria das pacientes portadoras da doença. Em pacientes mastectomizadas, a reconstrução mamária com retalhos miocutâneos é a técnica que apresenta melhor resultado a longo prazo. Material e métodos: O estudo compara as taxas de recorrência local e sistêmica e a sobrevida livre de doença em pacientes submetidas à MRM, associada ou não à reconstrução mamária imediata com retalho miocutâneo transverso do reto abdominal (TRAM). Resultados: O grupo submetido à TRAM apresentou recorrência local de 11,8% e sistêmica de 35,7%, e o grupo da MRM, 4,4 e 26,1%, respectivamente. A sobrevida livre de doença (tempo decorrido entre a cirurgia e a primeira recorrência) foi, em média, de 105,4 meses (IC95% 97,0-113,72) no grupo MRM e de 95,4 meses (IC95% 80,7-110,0) no grupo TRAM, não havendo diferença estatisticamente significativa entre os grupos (P = 0,147). Conclusões: Em pacientes portadoras de câncer de mama, a reconstrução mamária imediata com retalho miocutâneo transverso do reto abdominal não influencia o prognóstico da doença, devendo ser oferecida às pacientes que não apresentam contraindicação clínica ao procedimento.
Abstract Introduction: Breast cancer is the most prevalent malignant neoplasia among women. In cases of late diagnoses, modified radical mastectomy (MRM) remains the surgical treatment of choice for most women with this disease, and breast reconstruction with myocutaneous flaps is the technique with the best long-term results. Material and methods: Local and systemic recurrence rates were compared, as well as diseasefree survival of patients who underwent MRM with or without immediate breast reconstruction using transverse rectus abdominis myocutaneous flap (TRAM). Results: The TRAM group had a local recurrence rate of 11.8% and a systemic recurrence rate of 35.7%; for the MRM group, these rates were 4.4 and 26.1%, respectively. Disease-free survival time (from surgery to first recurrence) was 95.4 months (95%CI 80.7-110.0) in the TRAM group and 105.4 (95%CI 97.0-113.72) in the MRM group, but the difference was not statistically significant (P = 0.147). In patients with breast cancer, immediate breast reconstruction with TRAM did not affect disease prognosis, and may be indicated to all patients who undergo MRM, except those with any clinical contraindications to the procedure.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24607
Arquivos Descrição Formato
000747719.pdf (658.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.