Repositório Digital

A- A A+

Proteção antioxidante da quercetina em fígado de ratos cirróticos

.

Proteção antioxidante da quercetina em fígado de ratos cirróticos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Proteção antioxidante da quercetina em fígado de ratos cirróticos
Autor Bona, Silvia Regina
Orientador Marroni, Norma Anair Possa
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Cirrose hepática
Estresse oxidativo
Modelos animais de doenças
Quercetina
Tetracloreto de carbono
[en] Carbon tetrachloride
[en] Oxidative stress
[en] Quercetin
Resumo O uso de tetracloreto de carbono (CCl4) em ratos é um modelo experimental de dano ao tecido hepático, desencadeando fibrose e, a longo prazo, cirrose. Seu metabolismo ocorre no fígado pelo citocromo P450, resultando na produção de radicais livres e estimulação da lipoperoxidação, que induz um processo de necrose, inflamação e maior progressão da fibrose. Vários antioxidantes, entre eles os flavonoides, têm sido referidos como eficazes para diminuir a fibrose em modelos animais. Este estudo pretende avaliar a ação antioxidante da quercetina (Q) em um modelo experimental de cirrose induzida por CCl4 inalatório. Foram utilizados 25 ratos Wistar machos, com peso médio de 250g, divididos em 3 grupos: Controle (CO), CCl4 e CCl4+Q. Os ratos foram submetidos a inalações de CCl4 (2x/semana), durante 16 semanas, recebendo fenobarbital na água de beber na dose de 0,3g/dl, como indutor enzimático. A Q (50mg/Kg) via intraperitoneal foi iniciada na 10ª semana de inalação, perdurando até o final do experimento. A análise estatística foi ANOVA, seguida de Student Newmann Keuls (Média±SEM), considerando-se diferença estatisticamente significativa quando p<0,05. Após o tratamento com quercetina, observamos uma melhora na integridade hepática, diminuição da fibrose, do conteúdo de colágeno e re-estabelecimento nos níveis dos metabólitos do óxido nítrico, comparado ao grupo CCl4. Constatou-se também redução do dano oxidativo, verificada pela diminuição das substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS), assim como aumento na atividade das enzimas antioxidantes e da relação GSH/GSSG. A partir desses dados, sugerimos que o emprego da quercetina possa ser promissor como terapia antioxidante nas complicações hepáticas.
Abstract Carbon tetrachloride (CCl4) is a classic experimental model of oxidative damage to liver tissue, causing long-term fibrosis and cirrhosis. Metabolism in the liver via cytochrome P450 results in the stimulation of lipid peroxidation and production of free radicals, which induce a process of necrosis, inflammation and greater progression of fibrogenesis. Various antioxidants and flavonoids have been identified as effective in reducing fibrosis in animal models. This study aimed to assess the antioxidant activity of quercetin (Q) in an experimental model of cirrhosis induced by CCl4 inhalation. We used 25 male Wistar rats (250g) that were divided into 3 groups: control (CO), CCl4 and CCl4 + Q. The rats were subjected to CCl4 inhalation (2x/week) for 16 weeks, and they received phenobarbital in their drinking water at a dose of 0.3 g/dl as a P450 enzyme inducer. Q (50 mg/Kg) was initiated intraperitoneally at 10 weeks of inhalation and lasted until the end of the experiment. Statistical analysis was by ANOVA Student-Newman Keuls (mean ± SEM), and differences were considered statistically significant when p <0.05. After treatment with quercetin, we observed an improvement in liver integrity, decreased fibrosis, as analyzed by picrosirius for the quantification of collagen, and restored levels of nitric oxide metabolites compared with the CCl4 group. It also reduced oxidative stress, as confirmed by the decrease of substances reacting to thiobarbituric acid (TBARS), the increased activity of antioxidant enzymes and the reduced glutathione ratio and glutathione disulfide (GSH/GSSG). From these data, we suggest that the use of quercetin might be promising as an antioxidant therapy in liver complications.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24612
Arquivos Descrição Formato
000748065.pdf (1.753Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.