Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do efeito do padrão temporal sobre parâmetros comportamentais e bioquímicos na resposta ao estresse por restrição em ratos wistar

.

Avaliação do efeito do padrão temporal sobre parâmetros comportamentais e bioquímicos na resposta ao estresse por restrição em ratos wistar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do efeito do padrão temporal sobre parâmetros comportamentais e bioquímicos na resposta ao estresse por restrição em ratos wistar
Autor Souza, Andressa de
Orientador Torres, Iraci Lucena da Silva
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Cronobiologia
Estresse
Nucleotidases
Ratos Wistar
Sintomas comportamentais
[en] Behavior
[en] Chronobiology
[en] Nucleotidases
[en] Serum of rats
[en] Stress
Resumo A ritmicidade biológica pode ser entendida como a expressão cíclica de um fenômeno biológico. Marcadores fisiológicos como a melatonina e a corticosterona estão sob a influência dos relógios endógenos e respondem a diferentes variações de intensidades de luz podendo estar envolvidos com alterações de comportamento. Vários relatos têm documentado aumento em suas concentrações na presença de situações estressantes. Esta dissertação teve como objetivo avaliar o efeito do padrão temporal sobre parâmetros comportamentais e bioquímicos na resposta ao estresse por restrição em ratos. Utilizou-se ratos Wistar machos com 70 dias (150-180g), divididos em 4 grupos por Zeitgebers (ZT): 0, 6, 12 e 18, subdividindo em: controle, imediatamente, 6 e 24 horas após uma sessão de estresse por restrição. Para a avaliação comportamental utilizou-se os aparatos de campo aberto (CA) e de Labirinto em Cruz Elevado (LCE). Foram analisados os níveis séricos de: corticosterona, melatonina, glicose e das atividades das enzimas NTPDases e 5’nucleotidases. Os dados foram expressos em Média+EPM, e analisados utilizando o teste ANOVA de uma via/SNK, P<0.05. As respostas comportamentais avaliadas no LCE mostraram um padrão temporal do número de PHD e NPHD, e no tempo gasto nos braços abertos e fechados. Os dados do CA apresentaram padrão temporal apenas no número de bolos fecais. A exposição ao estresse por restrição foi capaz de romper o padrão rítmico observado nos comportamentos avaliados no LCE e CA. Quanto aos biomarcadores sistêmicos observou-se que imediatamente após estresse há uma perda do padrão temporal dos níveis de corticosterona e 6 h após o estresse há um atraso de fase de ZT0 para ZT18, enquanto que 24 horas após o estresse os níveis retornam ao padrão temporal normal; imediatamente após o estresse houve uma supressão do pico normal de melatonina (ZT18), apresentando o pico pela manhã (ZT0); 6 e 24 horas após o estresse ocorreu uma perda de padrão temporal. Os níveis de glicose tiveram o maior pico em ZT18 similar à melatonina. Observou-se uma inversão do padrão rítmico associado a uma diminuição no ZT18 que permaneceu até 6 horas após nos níveis de glicose, imediatamente após o estresse, sendo que o padrão temporal retornou 24 horas após o estresse. Quanto à atividade enzimática, observou-se que o estresse agudo provoca uma diminuição na atividade das enzimas nucleotidases dependente do período do dia em que o animal é exposto ao estresse, e esse efeito parece persistir por pelo menos 24 horas. Os resultados dessa dissertação demonstram que o horário do dia o qual o experimento é realizado altera parâmetros bioquímicos e comportamentais influenciando os resultados obtidos, o que pode ser um confundidor na interpretação dos resultados.
Abstract The biological rhythm can be understood as an expression of a cyclic biological phenomenon. Physiological markers such as melatonin and corticosterone are under the influence of endogenous clocks and respond to different variations of light intensities may be involved in behavioral changes. Several reports have documented an increase in their concentrations in the presence of stressful situations. This work aimed to evaluate the effect of the temporal pattern of behavioral and biochemical parameters in response to stress by restraint in rats. We used male Wistar rats with 70 days (150-180g) were divided into four groups by Zeitgebers (ZT) 0, 6, 12 and 18, subdivided into: control, immediately, 6 and 24 hours after a session of stress restriction. For the behavioral assessment, we used the open field apparatus (OF) and Plus Maze (PM). We analyzed the serum levels: corticosterone, melatonin, glucose and activity of the enzymes NTPDase and 5'nucleotidase. Data were expressed as Mean + SEM, and analyzed using one-way ANOVA/SNK, P <0.05. Behavioral responses measured in the PM showed a temporal pattern in the number of PHD and NPHD, and time spent in open arms and closed. Data from OF showed only temporal pattern in the number of dung pats. Exposure to restraint stress was able to break the rhythm pattern observed in the behaviors evaluated in the PM and OF. In relation the systemic biomarkers was observed immediately after stress there is a loss of temporal pattern of corticosterone levels and 6 h after stress there is a phase delay of ZT0 to ZT18, whereas 24 hours after stress levels return to standard time normal; immediately after the stress showed a suppression of normal melatonin peak (ZT18), with the peak in the morning (ZT0), 6 and 24 hours after stress was a loss of temporal pattern. Glucose levels had the highest peak at ZT18 similar to melatonin. Observed a reversal of the rhythmic pattern associated with a decrease in ZT18, held until 6 hours after glucose levels immediately after stress, and the temporal pattern returned 24 hours after stress. In enzymatic activity, we observed that acute stress causes a decrease in activity of enzymes dependent nucleotidases time of day at which the animal is exposed to stress, and this effect seems to persist for at least 24 hours. The results of this dissertation show that the time of day which the experiment is performed biochemical and behavioral changes influencing the results, which may be a confounder in the interpretation of results.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24615
Arquivos Descrição Formato
000748084.pdf (1.589Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.