Repositório Digital

A- A A+

Variabilidade da excreção urinária de iodo em indivíduos normais

.

Variabilidade da excreção urinária de iodo em indivíduos normais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Variabilidade da excreção urinária de iodo em indivíduos normais
Autor Milhoransa, Patrícia
Orientador Furlanetto, Tania Weber
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Deficiência de iodo
Hipertireoidismo
Hipotireoidismo
Hormônios tireóideos
Iodo
Urina
Resumo O iodo é essencial para a síntese dos hormônios tireoideanos e é obtido exclusivamente através da dieta. O objetivo deste estudo foi avaliar a variabilidade intra e interindividual de iodo urinário (IU) em 24h, em três dias da semana segundafeira, quinta-feira e domingo, em indivíduos saudáveis, residentes no sul do Brasil, e a correlação entre a excreção urinária de iodo e sódio. Foram incluídos na análise os 47 indivíduos cujas amostras de urina de 24 h continham uma quantidade de creatinina igual ou maior que a esperada para o sexo e idade: 18 indivíduos com apenas uma amostra de urina, 15 indivíduos com duas amostras e 14 indivíduos com três amostras. A medida da creatinina na urina foi utilizada para aferir se a coleta foi completa, considerando-se apropriadas as amostras que contivessem pelo menos 70% da creatinina média esperada para a idade, o peso e o sexo. Não houve diferença nas médias de idade entre homens e mulheres (32.3±12.2(n=47)). As médias das medidas antropométricas e da excreção urinária de creatinina em 24-h foram maiores nos homens que nas mulheres. As médias do volume urinário em 24 h foram maiores nos homens, embora essa diferença tenha sido significativa somente no domingo, a excreção de IU teve distribuição normal e se correlacionou com a excreção de sódio (n=89; r=0.524;p=0.000). Observamos grande variação, tanto intra - individual como interindividual, nos três dias da semana, mas a média da excreção de IU foi semelhante nos três dias. Conclusão: A variabilidade da excreção de iodo em 24 horas, em diferentes dias, em um mesmo individuo, é menor do que a observada entre indivíduos. Muito embora a IU tenha sido adequada no grupo de 14 pessoas (5 homens e 9 mulheres), a excreção de IU de duas mulheres sugere ingestão de iodo persistentemente abaixo da recomendada pela WHO.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24616
Arquivos Descrição Formato
000748089.pdf (295.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.