Repositório Digital

A- A A+

Extensao comunitaria : Estudo de enteroparasitoses e das condicões socio economicas e sanitarias das vilas perifericas de Porto Alegre, RS, Brasil, durante o periodo de 1965 a 1981

.

Extensao comunitaria : Estudo de enteroparasitoses e das condicões socio economicas e sanitarias das vilas perifericas de Porto Alegre, RS, Brasil, durante o periodo de 1965 a 1981

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Extensao comunitaria : Estudo de enteroparasitoses e das condicões socio economicas e sanitarias das vilas perifericas de Porto Alegre, RS, Brasil, durante o periodo de 1965 a 1981
Outro título Study on enteroparasitoses and social-economical and higine conditions in periferic population from Porto Alegre/brazil during 1965-1981
Autor De Carli, Geraldo Attilio
Candia, Ennio Fineschi
Nunes, Eny
Martin, Ana S.R.
Antunes, Ivone Job
Farias, Geraldo Kroeff de
Leiria, Bilac Pacheco
Candela, Maria Helena Davi
Resumo Realizou-se trabalho de extensão comunitária, com o objetivo de avaliar a prevalência das enteroparasitoses e das condições sócio-econômicas e sanitárias de uma população estudantil das vilas periféricas de Porto Alegre RS, Brasil. Este estudo executado em 16.460 pessoas, de zero a mais de 20 anos, durante o período de 1965 a 1981, revelou que 11.341 (68,90 %) estavam infectadas por uma ou mais espécies de parasitos intestinais. Das pessoas examinadas, 5.193 (31,55 %) apresentavam apenas uma espécie de parasito, enquanto que o poliparasitismo representou 37,35% das respostas, em um total de 6.140 combinações. O maior percentual geral obtido para nematódeos e cestódeos foi de 43,09 % (7.092) para o Trichuris trichiura e entre os protozoários, a Giardia lamblia com 17,13 % (2.830). As associações de parasitos mais freqüentes, em infecções por helmintos e protozoários foram Ascaris lumbricoides + T. trichiura com 29,85 % (1.835), T. trichiura + G. lamblia , com 8,37 % (537) e Entamoeba coli + G. lamblia com 2,02 % (124). Esta investigação sugere a necessidade de proporcionar à Direção das escolas, situadas nas vilas periféricas, um conhecimento da situação real da comunidade estudantil, para que se faça, junto a ela, uma campanha de educação sanitária. Paralelamente as autoridades deverão ser sensibilizadas com o propósito de desenvolverem medidas administrativas, visando o saneamento básico.
Abstract An integrated program of parasitic control was performed between 1965 and 1981 in primary school children, and middle school students habitants of various part of Great Porto Alegre, RS. A total of 16,460 stool specimens obtained from this population were screened for the presence of intestinal parasites. Prevalence rate for intestinal helminths and protozoa infection were 68.90 % (11,341). One or more helminths and protozoa were demonstrated in 37.35 % (6.1413) of the student population. The most common intestinal helminths were Trichuris trichiura, 43.09 % (7.092), Ascaris lumbricoides 29.01 % (4,775) while that Giardia lamblia was the predominant intestinal protozoa, with an infection rate of 17,13% (2.830). Other intestinal helminths and protozoa found less frequently were Ancylostomatidae (6.31 %), Hymenolepis nana (3.67 %), Entamoeba coli (13.80 %) and Entamoeba histolytica (1.136 %).
Contido em Caderno de Farmacia. Porto Alegre. vol. 5, n 1/2 (jan./dez 1989), p. 73-92
Assunto Enteroparasitoses
Helmintologia
Parasitologia humana
Protozoarios
Saúde pública
[en] Helminths
[en] Parasites control
[en] Protozoa
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/24618
Arquivos Descrição Formato
000013421.pdf (156.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.