Repositório Digital

A- A A+

Personalização como estratégia discursiva do jornalismo : o caso da Fundação Iberê Camargo

.

Personalização como estratégia discursiva do jornalismo : o caso da Fundação Iberê Camargo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Personalização como estratégia discursiva do jornalismo : o caso da Fundação Iberê Camargo
Autor Silva, Luciano Alfonso da
Orientador Benetti, Márcia
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Análise do discurso
Fundação Iberê Camargo.
Jornalismo cultural
[en] Álvaro Siza: Iberê Camargo foundation
[en] Cultural journalism
[en] Discourse
[en] Museum
[en] Personification
Resumo Este trabalho investiga o uso da personalização como estratégia discursiva do jornalismo cultural, tomando, como objeto, textos jornalísticos sobre a Fundação Iberê Camargo publicados na mídia impressa nacional e internacional. Partimos do pressuposto de que o jornalismo é um importante lugar de produção de sentidos sobre valores contemporâneos, incluindo parte significativa do conhecimento construído sobre cultura e arte. O recorte temporal de coleta do material empírico abrange os sete primeiros meses de 2008, que inclui o período anterior e posterior à inauguração da nova sede da Fundação. Identificamos a forte presença da personalização como estratégia discursiva, examinando, por meio da Análise de Discurso, como sentidos sobre a arte contemporânea e sobre o museu contemporâneo são construídos a partir da referência a Álvaro Siza, o arquiteto responsável pelo prédio da Fundação. O corpus consolidado é constituído de 11 textos, nos quais são analisadas 116 seqüências discursivas pertinentes à problemática central. Concluímos que a personalização constrói quatro sentidos predominantes sobre arte (“o artista”, “o estrangeiro”, “o profissional” e “o humano”) e dois sentidos predominantes sobre museu (“o museu como obra de arte” e “o museu orgânico”).
Abstract This research investigates the employment of personification as a discursive strategy of cultural journalism, taking as object the texts about the Iberê Camargo Foundation published in national and international press. It departs from the perspective that journalism is an important place for the production of meaning around contemporary values, including a significant part of knowledge built on art and culture. The timely approach of collecting data on empirical material encompasses the seven initial months of 2008, which includes the period prior and subsequent to the inauguration to the new building of the Foundation. We identified a strong presence of a personalized discursive strategy, through Discourse Analysis, how meaning around contemporary art and on the contemporary museum is constructed departing from the image of Álvaro Siza, the architect which designed the Foundation building. The consolidated corpus is comprised by 11 texts, in which it is analyzed 116 discursive sequences pertaining to the central issues of the argument. The conclusion is that personalizing creates four predominant stances of meaning on art (“the artist,” “the foreigner”, “the professional” and “the human being”) and two stances of meaning predominantly on the museum (“the museum as an art work” and “the organic museum”).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24668
Arquivos Descrição Formato
000748049.pdf (8.576Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.