Repositório Digital

A- A A+

Um acontecimento chamado acompanhante de parto : opiniões de profissionais da saúde

.

Um acontecimento chamado acompanhante de parto : opiniões de profissionais da saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um acontecimento chamado acompanhante de parto : opiniões de profissionais da saúde
Autor Magalhães, Miriam Fernandes
Orientador Riffel, Mariene Jaeger
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Acompanhantes de pacientes
Enfermagem obstétrica
Parto humanizado
Trabalho de parto
Resumo O Ministério da Saúde reconhece os benefícios e a ausência de riscos associados à inserção do acompanhante, e recomenda que todos os esforços devem ser realizados para garantir à toda parturiente uma pessoa de sua escolha para encorajá-la e dar-lhe conforto durante o processo do nascimento. O bem-estar da futura mãe deve ser assegurado por meio do livre acesso de uma pessoa de escolha da parturiente, durante o nascimento e em todo período pós-natal conforme preconiza a Lei n. 11.108, sancionada em abril de 2005. Tal lei é resultado de vários esforços da sociedade, especialmente da Rede de Humanização do Nascimento, uma ONG que trata das questões do parto em conjunto com o Ministério da Saúde. A vigência dessa lei, porém, não assegura sua implementação. Dela é iniciado um processo de reorganização dos serviços de saúde e dos profissionais para a experiência dessa prática. A inserção do acompanhante, escolhido pela parturiente é uma intervenção comportamental que mobiliza a opinião de profissionais da saúde e de pessoas escolhidas para desdobramento desta prática. Este trabalho contou com a busca por artigos, na Biblioteca Virtual de Saúde, onde foram encontrados 182 artigos. Utilizando-se a palavra-chave ―acompanhante” relacionada aos descritores ―acompanhante de paciente, enfermagem obstétrica, trabalho de parto e parto humanizado‖ em nova busca, foram selecionados 65 títulos dos quais sete encontravam-se de acordo com os critérios estabelecidos. A metodologia utilizada foi uma aproximação à análise de discurso preconizada por Michel Foucault no que se refere a acontecimento, disciplina, saber, poder, vigilância e cuidado de si e do outro (FOUCAULT, 1979). Daí, concluiu-se que os profissionais da saúde possuem, mesmo apresentando-se, muitas vezes resistentes à entrada do acompanhante de parto, a responsabilidade de produzir saberes, e de inserir este personagem na cena do parto. Isto implica em mudança de valores relacionados à saúde da população e, conseqüentemente, do cuidado que poderá tornar-se mais individualizado uma vez que os usuários dos serviços de saúde estejam mais implicados em suas escolhas.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24709
Arquivos Descrição Formato
000749025.pdf (578.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.