Repositório Digital

A- A A+

Um estudo dos conceitos numéricos iniciais em crianças inseridas no ambiente escolar da educação infantil

.

Um estudo dos conceitos numéricos iniciais em crianças inseridas no ambiente escolar da educação infantil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um estudo dos conceitos numéricos iniciais em crianças inseridas no ambiente escolar da educação infantil
Autor Senna, Maria Teresa Telles Ribeiro
Orientador Dorneles, Beatriz Vargas
Co-orientador Cardarello, Roberta
Yunes, Maria Angela Mattar
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação infantil
Matemática
[en] Beginning mathematics
[en] Human development
[en] Initial numerical concepts in children's education
[it] Concetti numerici di base nell'educazione infantile
[it] Matematica di base
[it] Sviluppo umano
Resumo Este trabalho teve como objetivo reconhecer a dinâmica do processo de desenvolvimento de conceitos numéricos iniciais, na interação entre adultos e crianças de 2 a 5 anos de idade, em dois ambientes escolares distintos. A fundamentação teórica apresentou o modelo PPCT (Processo – Pessoa - Contexto - Tempo) de Urie Bronfenbrenner, como norte da investigação, o que permitiu visualizar a relevância da complexidade das práticas sociais, históricas e culturais para o desenvolvimento humano. Foram selecionadas duas instituições de Educação Infantil para a execução da pesquisa: o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), pertencente ao sistema público federal de ensino da Universidade Federal de Santa Catarina, no município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil e a Scuola Comunale XXV Aprile, pertencente ao sistema público municipal de ensino, na cidade de Reggio Emilia, Itália. Sendo uma investigação etnográfica, os procedimentos para coleta de informações foram realizados em observações e entrevistas, no período de março/2006 a dezembro/2007 na escola brasileira que teve, como participantes, um grupo composto por setenta e seis crianças, além de vinte e seis pessoas envolvidas direta ou indiretamente na pesquisa. Na escola italiana, os procedimentos para coleta de informações ocorreram no período de março/2009 a junho/2009 e participaram vinte e três crianças, além de dez pessoas envolvidas direta ou indiretamente. Para as observações, todos os momentos pedagógicos foram considerados importantes. Realizamos entrevistas com as crianças, a família de uma das crianças da instituição brasileira, os professores regentes e alguns técnicos específicos. A análise das situações encontradas buscou descrever: os momentos nos quais aparece a expressão das primeiras quantificações nos grupos de crianças observadas; as entrevistas realizadas com as crianças e com os adultos pesquisados e os objetivos dos Projetos Pedagógicos dos dois locais. Priorizamos, na análise, dois elementos contextuais indispensáveis: o microssistema associado ao macrossistema. Os resultados encontrados mostraram que os contextos escolares constituíram-se, por um lado, como alicerces para as situações de interação, em função de algumas especificidades próprias a cada ambiente de ocorrência; por outro lado, essas interações não permitiram alguns avanços no processo desenvolvimental da área da matemática, pelas crianças. Os educadores das duas escolas pesquisadas não conduziram o processo emergente das situações matemáticas. Consideramos a fragilidade dos professores para lidar com a matemática como um dos motivos para o problema. Torna-se necessária uma discussão referente à capacitação profissional, dirigida à Educação Infantil. O conhecimento teórico do modelo em pauta permite que os profissionais da educação visualizem conscientemente o compartilhamento dos saberes, vivenciem a reciprocidade nas ações e, especificamente na área da matemática inicial, respeitem as subjetividades das crianças para a resolução de problemas, permitindo, assim, a abertura para complexificar o conhecimento de todos.
Abstract The objective of this work was to recognize the dynamic of the developmental process of initial numerical concepts in the interaction between adults and 2 to 5 years-old children in two distinct educational environments. The theory used as a guide in the investigation was the PPCT model (Process – Person – Context – Time) of Urie Bronfenbrenner, which permitted visualize the relevance and the complexity of social, historical and cultural practices at human development. Two children‟s educational institutions were selected for the research: The Center for Child Development (NDI), belonging to the federal public education system of the Federal University of Santa Catarina, in Florianópolis, Santa Catarina, Brazil and the April XXV Community School, belonging to the municipal public education system of the city of Reggio Emilia, Italy. As an ethnographic research, the procedures for gathering information were carried out by observations and interviews during the period of March 2006 to December 2007 in the Brazilian school that had, as participants, a group composed of seventy-six children and twenty-six people that directly or indirectly were involved in the research. In the Italian school, the procedures for collecting information took place during the period of March 2009 to June 2009, with the participation of twenty-three children and ten people directly or indirectly involved in the research. For the observations, all the pedagogical moments were considered important. Interviews were carried out with the children, the family of one of the children of the Brazilian institution, the relevant teachers and some other specific technicians. The analysis of the situations sought to describe: the moments in which the expression of the first quantifications in the groups of children observed turned up; the interviews carried out with the children investigated and adults and the objectives of the Pedagogical Projects of the two locations. The analysis emphasized two indispensible contextual elements: the micro-system associated with the macro-system. The results showed that the scholarly contexts constituted, on one hand, foundations for situations of interactions as a function of the singularities of each environment; on the other hand, these interactions did not permit some advances by the children in the developmental process in the mathematics area. The educators of the two investigated schools did not conduct the process that emerged from the mathematical situations. We consider the fragility of the teachers on dealing with mathematics as one of the motives for the problem. A discussion concerning professional training in the area of young children‟s education is necessary. The theoretical knowledge of the model under discussion permits that the professionals of education conscientiously visualize the sharing of knowledge, that experience with reciprocity in their actions and, that specifically in the area of the introduction of mathematics, they respect the subjectivity of the children for the resolution of problems, permitting, thus, the opening for expanding the knowledge of all.
Riassunto L'obiettivo di questo lavoro è stato quello di riconoscere la dinamica del processo di sviluppo di concetti numerici di base, nell'interazione tra adulti e bambini dai 2 ai 5 anni d'età, in due ambienti scolastici distinti. Il fondamento teorico ha presentato, come punto di riferimento, il modello PPCT (Processo- Persona- Contesto-Tempo) di Urie Bronfenbrenner, che ha permesso di visualizzare la rilevanza della complessità delle pratiche sociali, storiche e culturali nello sviluppo umano. Per l'esecuzione della ricerca sono state selezionate due istituzioni di Educazione Infantile: il Núcleo de desenvolvimento Infantil (NDI), appartenente al sistema pubblico federale scolastico dell'Universidade Federal de Santa Catarina, nel Comune di Florianópolis, Santa Catarina, Brasile, e la Scuola Comunale XXV Aprile, appartenente al sistema pubblico comunale scolastico, nella città di Reggio Emilia, Italia. Trattandosi di un'indagine etnografica, i procedimenti per la raccolta di informazioni sono stati realizzati tramite osservazioni e interviste effettuate nel periodo di gennaio 2006- dicembre 2007, presso la scuola brasiliana, che ha avuto come partecipanti un gruppo composto da settantasei bambini e ventisei persone coinvolte direttamente o indirettamente nella ricerca. Nella scuola italiana, i procedimenti per la raccolta di informazioni sono stati effettuati nel periodo di marzo 2009- giugno 2009, e vi hanno partecipato ventitré bambini e dieci persone coinvolte direttamente o indirettamente. Per le osservazioni, tutti i momenti pedagogici sono stati considerati importanti. Abbiamo realizzato interviste con i bambini, con la famiglia di uno dei bambini dell'istituzione brasiliana, con i professori in carica e con alcuni tecnici specifici. L'analisi delle situazioni incontrate ha cercato di descrivere: i momenti nei quali appare l'espressione delle prime quantificazioni nei gruppi dei bambini osservati; le interviste realizzate con i bambini e con gli adulti oggetto della ricerca e gli obiettivi dei Progetti Pedagogici dei due luoghi. Nell'analisi abbiamo dato priorità a due elementi contestuali indispensabili: il microsistema associato al macrosistema. I risultati incontrati hanno mostrato che i contesti scolastici si sono costituiti; da un lato, come fondamenti per le situazioni di interazione, in funzione di alcune specificità proprie di ogni ambiente analizzato; dall'altro lato, queste interazioni non hanno permesso nessun avanzo nel processo di sviluppo dell'area della matematica per i bambini. Gli educatori delle due scuole oggetto della ricerca, non hanno condotto il processo emergente delle situazioni matematiche. Abbiamo considerato la fragilità dei professori nell'affrontare la matematica, come uno dei motivi del problema. È pertanto necessaria una discussione sulla preparazione professionale diretta all'Educazione Infantile. La conoscenza teorica del modello fa sì che i professionali dell'educazione visualizzino coscientemente la condivisione dei saperi, che vivano la reciprocità delle loro azioni soprattutto nell'area della matematica di base, che rispettino inoltre la soggettività dei bambini per risolvere i problemi, permettendo così l'apertura necessaria per approfondire le conoscenze di tutti.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/24822
Arquivos Descrição Formato
000749295.pdf (1.243Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.