Repositório Digital

A- A A+

Separabilidade e distinção real entre corpo e alma nas Meditações Metafísicas

.

Separabilidade e distinção real entre corpo e alma nas Meditações Metafísicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Separabilidade e distinção real entre corpo e alma nas Meditações Metafísicas
Autor Gava, Lara Lages
Orientador Levy, Lia
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
Assunto Alma
Corpo
Descartes, René 1596-1650.
Distinção real (Filosofia)
Dualismo
Teoria do conhecimento
[en] Body
[en] Real distinction
[en] Separability
[en] Soul
Resumo A presente dissertação investiga o argumento da distinção real entre corpo e alma presente nas Meditações Metafísicas. O objetivo central é explicar o motivo pelo qual, nesta obra, a separabilidade entre corpo e alma é posta como condição suficiente para esse tipo de distinção. Para isso, percorre, ao longo das Meditações, os conceitos de alma, de corpo e de percepção clara e distinta. Faz uma análise do argumento da distinção real entre corpo e alma exposto na Sexta Meditação e, em seguida, se utiliza das discussões de Descartes com Caterus e Arnauld presente nas Objeções e Respostas visando a esclarecer pontos do argumento que ainda permanecem obscuros. Mostra, com o estudo das Meditações associado às Objeções e Respostas, que a distinção real é aquela que se dá entre substâncias e que ser substância é ser separável. Assim, sendo o reconhecimento da separabilidade de duas coisas o reconhecimento de que essas coisas são substâncias – e, portanto, de que são realmente distintas – explica, com isso, o motivo pelo qual a separabilidade é condição suficiente para a distinção real entre corpo e alma e conclui que ela lhe é, também, uma condição necessária.
Abstract This dissertation investigates the argument of the real distinction between body and soul presented on the Meditations on First Philosophy. The main goal is to explain the reason why the separability between body and soul is considered sufficient condition for this sort of distinction. In order to reach its goal, along the Meditations, it takes the path through the concepts of soul, body and the clear and distinct perception. It analyses the argument of the real distinction between body and soul presented on the Sixth Meditation and afterwards it makes use of Descartes’ discussions with Caterus and Arnauld, presented on Objections and Replies, seeking to clarify points of the argument that yet remain obscure. Studying the Meditations associated with the Objections and Replies, this dissertation shows that the real distinction is the one that happens between substances and that being a substance is being separable. Thus, being the recognition of the separability of two things the recognition of that those things are substances – and, hence, that they are really distinct – it explains the reason why the separability is sufficient condition for the real distinction between body and soul. It concludes that the separability is also a necessary condition to that sort of distinction.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24856
Arquivos Descrição Formato
000749174.pdf (615.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.