Repositório Digital

A- A A+

Conhecimento da puérpera quanto a necessidade do tratamento para prevenção da sífilis congênita

.

Conhecimento da puérpera quanto a necessidade do tratamento para prevenção da sífilis congênita

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Conhecimento da puérpera quanto a necessidade do tratamento para prevenção da sífilis congênita
Autor Kolbe, Cristiane Athanasio
Orientador Weissheimer, Anne Marie
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Consulta pré-natal
Puérpera
Sífilis congênita
Resumo A sífilis é causada pelo Treponema pallidum. O tratamento é feito com penicilina, inclusive na gestação, por atravessar a barreira placentária. O diagnóstico é feito através do teste não treponêmico (VDRL), e todas as mulheres devem realizá-lo durante o pré-natal e na maternidade, quando admitidas para parto ou curetagem. O objetivo deste trabalho foi verificar o conhecimento da puérpera em relação às informações fornecidas durante o pré-natal sobre sífilis. Realizou-se uma pesquisa qualitativa exploratória do tipo estudo de caso. As entrevistas ocorreram no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, com seis mulheres diagnosticadas com sífilis na gestação. Os dados foram coletados através de entrevista e de um questionário que traçou o perfil do pré-natal realizado. Foi procedida a análise temática, conforme proposto por Minayo (2008) resultando nas categorias: Desconhecimento sobre sífilis e sífilis congênita; Desconhecimento sobre as repercussões da sífilis congênita; O parceiro como coadjuvante da família; e O papel dos serviços de saúde. Os achados mostram que o conhecimento das puérperas sobre o assunto é restrito, e está relacionado ao tratamento. Não demonstram, porém, conhecimentos sobre a importância do tratamento nem sobre a sua ação, apenas sabem da necessidade de realizá-lo. Pode-se perceber que as pacientes não foram informadas pelo seu pré-natalista sobre a sífilis, o seu contágio, e os meios de prevenção. A falta de informação das puérperas nos faz refletir sobre as abordagens e posturas dos profissionais que atendem essas pacientes nos serviços de saúde. A prevenção da sífilis e o seu tratamento são simples e estão disponíveis em toda a rede básica. A despreocupação das puérpera e de seus parceiros em relação aos seus filhos expostos à sífilis pode ser reflexo da falta de informação.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24860
Arquivos Descrição Formato
000749601.pdf (5.420Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.