Repositório Digital

A- A A+

Viver com doença crônica na compreensão de crianças com idade de sete a doze anos

.

Viver com doença crônica na compreensão de crianças com idade de sete a doze anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Viver com doença crônica na compreensão de crianças com idade de sete a doze anos
Autor Kruel, Aline Goulart
Orientador Motta, Maria da Graça Corso da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Criança hospitalizada
Doenca crônica : Criança
Enfermagem pediátrica
Resumo Compreender o entendimento da criança em fase escolar sobre o processo de viver com doença crônica é primordial para qualificar a prática de cuidado dos profissionais de saúde, bem como dos familiares. Assim esse estudo tem como objetivo conhecer a compreensão de crianças com idade de sete a doze anos sobre como é viver com doença crônica. Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva com abordagem qualitativa, realizada em uma unidade de internação pediátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Os participantes do estudo foram seis crianças hospitalizadas com idades entre sete e doze anos que vivem com doenças crônicas, sendo a seleção realizada de forma intencional, por meio da indicação das enfermeiras. A coleta das informações se baseou no Método Criativo Sensível, o qual utiliza dinâmicas de criatividade e sensibilidade. Para isso foi selecionado o desenho como forma de produção das informações. (Continua). A coleta ocorreu em um encontro com cada participante, dividido da seguinte maneira: no primeiro momento houve a apresentação à criança da proposta do estudo e a obtenção do seu aceite e do seu responsável, no segundo momento foi apresentada a questão norteadora e explicado o método, o qual consistiu na construção de um desenho com material lúdico (papel, lápis de cor, canetinhas, giz de cera, etc.) fornecido pelo pesquisador e no terceiro momento aconteceu uma entrevista a partir da expressão no papel, solicitando à criança que descrevesse o que elaborou. A análise das informações foi realizada de acordo com a análise de conteúdo proposta por Minayo. Os aspectos éticos foram respeitados, sendo o estudo aprovado pelo Comitê de Pesquisa e Ética em Saúde/HCPA (CEP/HCPA), registrado sob o n° 09-615. Os resultados apontaram a importância do hospital na vida da criança; o medo da morte e as saudades da família, dos amigos e da escola que as internações constantes acarretam; o conhecimento da criança acerca do tratamento medicamentoso; a contribuição da família nessa terapia; a aceitação da rotina de consultas e exames; além de denotar a preocupação com a alteração da imagem corporal e com o preconceito. Destaca-se a relevância da equipe de saúde considerar a integralidade da criança ao executar o cuidado, valorizando seus conhecimentos sobre a patologia, assim como seus receios e suas aflições advindos desse viver com doença crônica. Recomenda-se a continuidade de pesquisas sobre a criança com doença crônica, uma vez que existem poucos estudos publicados abordando esta temática.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24886
Arquivos Descrição Formato
000749942.pdf (5.953Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.