Repositório Digital

A- A A+

Fatores de abandono dos atletas na prática do remo competitivo

.

Fatores de abandono dos atletas na prática do remo competitivo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores de abandono dos atletas na prática do remo competitivo
Autor Sousa, Luciano Luiz de
Orientador Cardoso, Lisiane Torres e
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Remo
Resumo O remo é uma modalidade olímpica bastante difundida, principalmente, no continente europeu onde os atletas têm condições ideais para sua prática. No Brasil existe um potencial incrível para o esporte, no entanto a falta de instituições e a péssima estrutura da maioria dos clubes brasileiros impedem que a modalidade cresça. Mesmo com muitos problemas existe uma quantidade significativa de pessoas praticando o esporte em todo o país, e poderia ter mais se uma parte considerável desses remadores não abandonasse o esporte precocemente. Este estudo descritivo tem por objetivo identificar os fatores que influenciam o abandono do esporte por atletas praticantes do remo. A amostra, do tipo não probabilística por conveniência, foi composta por 60 ex remadores do sexo masculino que competiram desde o nível regional até o olímpico, todos sendo devidamente registrados em qualquer federação de remo do Brasil. Os participantes foram divididos em 3 grupos de acordo com a idade em que abandonaram o esporte: categoria júnior (16 a 18 anos), constituída por 15 sujeitos; categoria sênior B (19 a 22 anos), constituída por 20 sujeitos e categoria sênior A (23 a 30 anos), constituída por 25 sujeitos. Foi utilizado o instrumento dos fatores de abandono do esporte da UFMG adaptado por Scalon (1998). O instrumento é composto por 26 itens relacionados como prováveis fatores de abandono do esporte. A escala do questionário é do tipo Likert de 4 pontos (1-nada importante, 2- pouco importante, 3- importante e 4 muito importante). Foi utilizada estatística descritiva estando a frequência da ocorrência das respostas apresentada em valores percentuais. Os resultados obtidos indicam que, independente da idade de abandono da prática o remo, os principais fatores que levaram os participantes do estudo a deixar de praticar essa modalidade foram á falta de patrocínio e apoio financeiro e a necessidade de trabalhar para ajudar no sustento da família. Na análise dos dados por categoria de idade do abandono da prática, além dos fatores já citados, outros apresentaram elevadas freqüências de respostas: o prejuízo nos estudos e vontade ou necessidade de fazer outras atividades (categoria Junior); falta de apoio do técnico, preferência do treinador por outros colegas, poucas competições e dificuldade em melhorar os resultados técnicos (categoria sênior B); falta de apoio do técnico, vontade ou necessidade de fazer outras atividades (categoria sênior A). Para evitar a evasão no esporte devido a fatores financeiros se faz necessário o incremento de políticas públicas voltadas para este fim. No que se refere aos fatores relacionados ao relacionamento com os treinadores, destaca-se a importância das competências técnicas e pedagógicas desse profissional, além de sua capacitação para manter motivadas suas equipes, detectar e solucionar problemas que possam aumentar os riscos de burnout.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/24900
Arquivos Descrição Formato
000750111.pdf (99.77Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.