Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do consumo da merenda escolar em escolas municipais de Porto Alegre

.

Avaliação do consumo da merenda escolar em escolas municipais de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do consumo da merenda escolar em escolas municipais de Porto Alegre
Outro título Evaluation of the consumption of meals supplied in Porto Alegre’s plublic schools
Autor Hernández, Alexandre Bulsing
Slavutzky, Sonia Maria Blauth de
Padilha, Dalva Maria Pereira
Resumo Os objetivos deste estudo foram descrever os componentes da dieta dos alunos do Segundo e Terceiro Ciclos de quatro Escolas Municipais de Porto Alegre, verificar se a merenda escolar fornecida pela instituição é consumida pelos estudantes e, também, verificar se a existência de cantina nas escolas modifica o consumo desta merenda. Utilizou-se, de forma aberta um recordatório de vinte e quatro horas que avaliou a dieta de 1398 alunos. Verificou-se que a merenda escolar fornecida pela instituição é pouco consumida pelos estudantes, uma vez que é disponibilizada a todos e apenas 41,8% dos participantes do estudo consumiram esta alimentação. O consumo de itens externos à merenda institucional, na sua maioria nutricionalmente fracos e com altos teores de açúcar e gorduras, deve ser considerado um fator que colabora com o não consumo da merenda, além de ser um fator de risco para o estabelecimento de doenças crônico-degerenativas. Verificou-se que há comércio de gêneros nas quatro escolas avaliadas, o que impossibilitou a comparação entre as escolas com e sem cantina. Observou-se ainda que o ambiente escolar é pouco aproveitado para o desenvolvimento de atividades de educação alimentar. Sugere-se que o elevado percentual de alunos que não consomem a merenda institucional deveria ser interpretado como um desperdício de recursos públicos.
Abstract The objectives of this observational descriptive and crosssectional study were: 1) to describe the diet components of students from the second and third cycles of Porto Alegre public schools, 2) to verify if the institutional school meal offered was eaten by the students and 3) to verify if the presence of canteens inside the schools modified the consumption. A twenty four hour opened reminder was used to evaluate the diet of 1398 students. It was observed that the institutional school meal was hardly consumed by the students, since it was offered to all of them and only 41,8% ate the meal. The consumption of items external to the school meal, were in the great majority, nutritionally weak, with high quantity of sugar and fat. These items must be considered an important factor for the non-consumption of the school meal, besides being a risk factor for the development of chronic degenerative diseases. It was verified that there was an informal commerce of food items inside the four schools studied, what made impossible the comparison between schools with and without canteens. It was observed that the school environment is hardly used for the development of alimentary education activities. This study suggests that the high percentage of students that do not eat the institutional school meal should be interpreted also a waste of public funds.
Contido em Revista da Faculdade de Odontologia de Porto Alegre. Porto Alegre. Vol. 49, n. 1 (jan./abr. 2008), p. 26-30
Assunto Alimentação escolar
Dietas
Nutrição
Odontologia sanitaria
[en] Disease prevention
[en] Health promotion
[en] Risk groups nutrition
[en] School feeding
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/24943
Arquivos Descrição Formato
000750056.pdf (107.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.