Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do impacto da presença de maloclusões na qualidade de vida de pacientes de 12 a 15 anos

.

Avaliação do impacto da presença de maloclusões na qualidade de vida de pacientes de 12 a 15 anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do impacto da presença de maloclusões na qualidade de vida de pacientes de 12 a 15 anos
Autor Dal'Pizzol, Fábio
Orientador Ferreira, Eduardo Silveira
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Maloclusao
Ortodontia
Qualidade de vida
[en] Malocclusion
[en] Orthodontics
[en] Quality of life
Resumo OBJETIVO: Avaliar o impacto da presença de maloclusões na qualidade de vida dos pacientes de 12 a 15 anos da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FO-UFRGS). METODOLOGIA: O estudo tem caráter observacional transversal. A amostra foi composta por 47 pacientes de 12- 15 anos da FO-UFRGS. Os pacientes foram divididos em 2 grupos: Pré- Tratamento ortodôntico (n=24) e Pós-Tratamento ortodôntico (n=23). Foi utilizado o questionário OHIP-14 para mensurar a qualidade de vida. Os dados referentes às maloclusões e gênero dos pacientes foram coletados dos prontuários da FOUFRGS. Foram utilizados os testes Qui-quadrado e Mann-Whitney para a análise estatística dos resultados. RESULTADOS: A amostra consistiu de 24 (51,1%) do gênero feminino e 23 (48,9%) do gênero masculino. A média de idade da amostra foi de 13,17 [desvio padrão (DP) 1,05] anos. Foi encontrada diferença estatisticamente significativa na prevalência, severidade e extensão entre os dois grupos nos escores do OHIP-14(p=0,00). A diferença entre os gêneros em cada grupo não foi estatisticamente significativa (p=0,56). CONCLUSÃO: A presença de maloclusões e suas conseqüências físicas, sociais e psicológicas influenciam na qualidade de vida. O tratamento ortodôntico pode reduzir o impacto negativo da condição oral na qualidade de vida do grupo avaliado.
Abstract PURPOSE: To evaluate the impact of the presence of the malocclusion on the quality of life of patients aged 12-15 years in the School of Dentistry of Federal University of Rio Grande do Sul (SD-UFRGS). METHODS: Cross-sectional observational study. A sample of 47 patients with ages from 12 to 15 years of SDUFRGS. Patients were divided into two groups: Pre-Orthodontic Treatment (n = 24) and Post-Orthodontic Treatment (n = 23). The OHIP-14 questionnaire was used to measure the quality of life. Data regarding gender and malocclusion were collected from medical records of SD-UFRGS. Chi-square and Mann-Whitney tests were used for statistical analysis. RESULTS: The sample consisted of 24 (51.1%) female gender and 23 (48.9%) male gender. The mean age of the patients was 13.17 [standard deviation (SD) 1.05] years. A statistically significant difference was found in prevalence, severity and extent between the two groups in scores of OHIP-14 (p = 0.00). The difference between genders in each group was not statistically significant (p = 0.56). CONCLUSION: The presence of malocclusions and their physical, social and psychological consequences play a role in the quality of life. Orthodontic treatment can reduce the negative impact of oral conditions on quality of life of the evaluated sample.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/25024
Arquivos Descrição Formato
000751074.pdf (69.26Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.