Repositório Digital

A- A A+

Rizóbios, para Lotus spp, resistentes à acidez e a salinidade do solo

.

Rizóbios, para Lotus spp, resistentes à acidez e a salinidade do solo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rizóbios, para Lotus spp, resistentes à acidez e a salinidade do solo
Outro título Rhizobia, for Lotus spp, resistant acid and salinity soil
Autor Martins, Adriana Ferreira
Orientador Sa, Enilson Luiz Saccol de
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Acidez do solo
Leguminosa forrageira
Química do solo
Rhizobium
Salinidade
Resumo Espécies com potencial forrageiro adaptadas aos solos do Rio Grande do Sul, como L.corniculatus, L.glaber, L.subbiflorus e L.uliginosus, se destacam pela capacidade de fixação simbiótica de nitrogênio, boa produção e tolerância à acidez e baixa fertilidade dos solos. A seleção de rizóbios para Lotus, resistentes a baixo pH, a alumínio tóxico e à salinidade é fundamental para a implantação e aumento da produção destas leguminosas no estado. Foram avaliados 52 rizóbios da coleção de culturas da UFRGS quanto à resistência a pH 4,2 e a 50μM de alumínio tóxico em meio mínimo de Wood e Cooper (MWC) modificado e quanto à resistência a diferentes concentrações de NaCl e KCl em meio Levedura-Manitol (LM) a pH 6,8. A diversidade genética de rizóbios de Lotus spp foi avaliada usando-se PCR com os oligonucleotídeos iniciadores BOX A1-R, ERIC e RISA, sendo o perfil eletroforético dos produtos da amplificação do DNA genômico de cada rizóbio analisado e construído um dendrograma de similaridade. Entre os isolados resistentes a pH 4,2 e a 50μM de Al3+, sete foram avaliados quanto à eficiência simbiótica com plantas em casa de vegetação. Entre os rizóbios estudados, 16 foram resistentes a pH 4,2 e a 50μM de alumínio, 11 foram resistentes até concentrações de 12gL-1 de NaCl e seis foram resistentes até a 20gL-1 de KCl. Foram selecionados rizóbios para Lotus spp resistentes à acidez e ao estresse salino. Observou-se alta diversidade genética, indicando que os rizóbios estudados não são reisolamentos de estirpes utilizadas em inoculantes para as espécies de Lotus estudadas.
Abstract Species with forage potential adapted to the soils from the state of Rio Grande do Sul, such as L.corniculatus, L.glaber, L.subbiflorus and L.uliginosus, stand out for their capacity of symbiotic nitrogen fixation, good production and tolerance to acid and low-fertility soils. Selection of rhizobia that are resistant a low pH, aluminum toxicity and salinity, is fundamental to establishing and increasing the production of to Lotus legumes in this state. In the present research, 52 rhizobia, from the culture collection of UFRGS, were assessed for resistance to pH 4.2 and 50μM of aluminum in modified minimal Wood and Cooper medium (MWC), and for resistance to different concentrations of NaCl and KCl in yeast mannitol medium (LM) at pH 6.8. The genetic diversity of Lotus spp rhizobia was assessed by using PCR with the primers BOX-A1 R, ERIC and RISA. The electrophoretic profile of the PCR products from each rhizobium was analyzed and a dendrogram of similarity was built. Among the isolates that were resistant to pH 4.2 and 50μM of Al3+, seven were assessed for symbiotic efficiency with plants in the greenhouse. Among the studied rhizobia, 16 were resistant to pH 4.2 and 50μM of aluminum, 11 were resistant to concentrations of 12gL-1 NaCl and six were resistant to the 20gL-1 KCl. It was possible to select Lotus spp rhizobia resistant to acidity and salinity stress. A high genetic diversity was observed, indicating that the studied rhizobia were not reisolations of strains used in inoculants for Lotus species.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/25055
Arquivos Descrição Formato
000750909.pdf (2.439Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.