Repositório Digital

A- A A+

Intoxicações experimentais e naturais por Vicia villosa em coelhos e bovinos.

.

Intoxicações experimentais e naturais por Vicia villosa em coelhos e bovinos.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Intoxicações experimentais e naturais por Vicia villosa em coelhos e bovinos.
Autor Sonne, Luciana
Orientador Vaz Junior, Itabajara da Silva
Co-orientador Driemeier, David
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Bovinos
Coelhos
Doença granulosamatosa sistêmica
Intoxicação
Vicia villosa
[en] Cattle
[en] Rabbit
[en] Systemic granulomatous disease
[en] Vicia. villosa
Resumo Vicia villosa foi relacionada a intoxicações em bovinos e causa uma doença granulomatosa sistêmica caracterizada por lesões de pele e múltiplos nódulos esbranquiçados em vários órgãos. Nesse trabalho realizou-se a intoxicação experimental por sementes e folhas de V. villosa em coelhos e bovinos. Os coelhos que receberam 5g/kg de sementes de ervilhaca apresentaram lesões descamativas e crostosas nas orelhas e evidenciação dos tecidos linfóides do intestino. Os coelhos intoxicados por folhas de ervilhaca e que receberam a aplicação para o teste de hipersensibilidade apresentaram evidenciação dos tecidos linfoides do intestino que corresponderam na histologia a infiltrado de histiócitos, linfócitos e células gigantes multinucleadas. O bovino alimentado com sementes de ervilhaca (5g/kg) não apresentou a doença clínica. Na intoxicação experimental por folhas de V. villosa, o bovino não apresentou sinais clínicos, porém houve aumento nodular dos linfonodos que, na histologia, demonstravam infiltrado granulomatoso. Cinco casos de intoxicações naturais por V. villosa foram diagnosticados no Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS) no período de 2005 a 2010. As principais alterações macroscópicas observadas foram lesões alopécicas e crostosas de pele e múltiplos nódulos branco-acinzentados principalmente localizados nos linfonodos, rins e coração. Na histologia dos animais intoxicados visualizava-se macrófagos, linfócitos, células epitelioides e células gigantes multinucleadas, plasmócitos e eosinófilos. A intensidade do infiltrado granulomatoso variou entre os cinco casos analisados e entre os órgãos de cada animal. Os testes imuno-histoquímicos caracterizaram os infiltrados, que foram constituídos principalmente por linfócitos T e macrófagos. Os resultados dos testes de hipersensibilidade cutânea em bovinos com extratos protéicos da planta sugerem que os animais com a doença clínica apresentam uma resposta de hipersensibilidade tardia enquanto que os demais animais modulam a resposta imune diferentemente.
Abstract Vicia villosa was associated with poisoning in cattle, causing a systemic granulomatous disease. Hairy vetch poisoning is characterized by skin lesions and multiple whitish nodules in several organs. This work reports experimental poisoning by seeds and leaves of V. villosa in rabbits and cattle and the spontaneous poisoning by V. villosa in cattle is described. Rabbits received 5g/kg of seeds of hairy vetch and presented scaly, crusted lesions in ear and enlargement lymphoid tissue of intestine. Rabbits poisoned by hairy vetch leaves that were tested for cutaneous hypersensitivity showed enlargement of intestine lymphoid tissue. The histologic feature of this, lesion consisted of granulomatous inflammation. Cattle fed with seeds of hairy vetch (5g/kg) did not have clinical disease. Experimental poisoning by leaves of V. villosa in cattle did not present clinical signs; however, nodules in lymph nodes were observed. Histologically, infiltration of macrophages, lymphocytes and multinucleated giant cells were observed. Five cases of poisoning by V. villosa in cattle were diagnosed at Setor de Patologia Veterinária of Universidade Federal do Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS) in the 2005 to 2010 period. Gross lesions were alopecia, skin crusts and multiple nodules mainly located in lymph nodes, kidneys and heart. Microscopically, infiltration of lymphocytes, macrophages, multinucleated giant cells, plasma cells and eosinophils were observed. Intensity of granulomatous infiltration varied among the five cattle and between analyzed organs. The inflammatory infiltration was characterized by immunohistochemistry. It was mainly composed of lymphocytes T and macrophages. Cutaneous hypersensitivity tests with hairy vetch proteins suggest that cattle with clinic disease have type-IV hypersensitivity reaction while others show different immune response.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/25101
Arquivos Descrição Formato
000751128.pdf (4.030Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.