Repositório Digital

A- A A+

Tecnologia e media óticos em Franz Kafka

.

Tecnologia e media óticos em Franz Kafka

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tecnologia e media óticos em Franz Kafka
Autor Santos, Thiago Benites dos
Orientador Korfmann, Michael
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Cinema e literatura
Critica e interpretacao
Kafka, Franz 1883-1924.
Literatura alemã
Literatura comparada
Literatura e tecnologia
Meios de comunicação
Meios visuais
[en] Cinema
[en] Franz Kafka
[en] Literature
[en] Technology
[en] Visual media
Resumo Desviando das interpretações tradicionais da obra de Franz Kafka que a tratam sob o aspecto do labirinto, caos, absurdo e burocracia, este trabalho propõe analisar os influxos da tecnologia e media óticos tanto em seus textos biográficos quanto ficcionais. Referente à tecnologia, será trabalhado o aspecto da vida profissional de Kafka, que regularmente é visto unicamente dentro do contexto do trabalho burocrático no escritório da companhia seguradora. Essa parcialidade normalmente negligencia o fato de Kafka ter sido um perito em máquinas e ter como uma de suas principais funções a de fiscalizar os níveis de periculosidade em diversas fábricas. O pressuposto é que esse aspecto não deixou de se infiltrar em sua obra. No sentido das inovações emergentes da época, o trabalho se ocupa, além do aspecto das máquinas, também com as novas formas perceptivas geradas pela experiência urbana. No ponto de vista do trabalho essa experiência urbana se sedimenta nos textos de maneira fortemente visual. Tanto a experiência dos carros e bondes quanto do cinema e Kaiserpanorama geram uma escrita fortemente visual. Assim, se aborda uma possível influência provinda dos media óticos. Quanto a este aspecto se trabalha inicialmente o cinema já que Kafka deixou registros de visitas ao cinematógrafo em muitas de suas anotações, tanto em diários quanto em cartas. O trabalho mostra o quanto esse medium não figurava simplesmente como um divertimento secundário para o autor, mas sim que ele deixou de diversas formas traços em sua escrita. Tais traços são verificados tanto através de temas utilizados pelo cinema mudo quanto na aplicação de técnicas cinematográficas emprestadas à narrativa literária. O segundo medium ótico analisado é o Kaiserpanorama, dispositivo bastante popular no início do século XX, que através de um dispositivo binocular permite assistir uma sequência de fotografias estereoscópicas estáticas com efeito tridimensional. Em seus escritos Kafka deixou manifestações bastante entusiásticas a respeito desse aparelho. A intenção de aproximar a obra kafkiana desses dois media essencialmente tão divergentes entre si, aponta assim uma particularidade de seus textos, ou seja, uma oscilação entre elementos dinâmicos (cinematográficos) e estáticos (fotográficos).
Abstract Deviating from traditional interpretations of the works of Franz Kafka that deal with them in terms of the labyrinth, chaos, absurdity and bureaucracy, the purpose of this work is to consider the introduction of technology and visual media on both his fictional and biographical texts. In relation to technology, this work will consider Kafka’s working life, which is usually only seen in the context of his bureaucratic functions with the insurance company. This bias often causes one to overlook the fact that Kafka was an expert in machines and that one of his main functions was to monitor the risk levels in several factories. The present analysis assumes that this part of his life also permeated the substance of his works. This work also considers new perspective forms resulting from the urban experience that manifest themselves in a markedly visual way in his texts. The descriptions of both his experience with cars and trams and that with cinema and Kaiserpanorama generate strong visual images. Records of Kafka’s encounters with cinematographers, in his diaries and letters, support the view that the visual media must be considered as a possible influence on Kafka’s work. This work shows how these media did not simply appear incidentally, but influenced his writing in many ways. Such influences are manifested in the themes of silent movies and in the application of cinematographic techniques borrowed from literary narrative. This work also considers the influence of Kaiserpanorama, a very popular early twentieth century optical medium. In his writings Kafka expresses great enthusiasm for this binocular device which permits a viewer to watch a series of still stereoscopic photographs providing a three-dimensional optical effect. In summary, the intention of this work is to analyze the convergence and combination of dynamic cinematographic influences and static photographic influences on some particular qualities of Kafka’s writings.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/25406
Arquivos Descrição Formato
000749333.pdf (1.691Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.