Repositório Digital

A- A A+

Efeito da intervenção educativa sobre a técnica de administração de medicamentos inalatorios por profissionais de enfermagem

.

Efeito da intervenção educativa sobre a técnica de administração de medicamentos inalatorios por profissionais de enfermagem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito da intervenção educativa sobre a técnica de administração de medicamentos inalatorios por profissionais de enfermagem
Autor Maciel, Paola Panazzolo
Orientador Hoefel, Heloisa Helena Karnas
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Administração por inalação
Educação continuada em enfermagem
Erros de medicação : Enfermagem
Inaladores dosimetrados
Resumo Introdução: O controle dos sintomas e a prevenção de exacerbações de doenças respiratórias se baseiam no uso de broncodilatadores e corticóides administrados pela via inalátoria. Os dispositivos inalatórios mais utilizados são o nebulizador e o nebulímetro dosimetrado (ND) podendo ser acoplado, ou não, a um espaçador. Evidências da literatura afirmam que profissionais administram o medicamento de forma inadequada. A hipótese do presente estudo é que uma intervenção educativa através de aulas teórico - práticas sobre a técnica inalatória de ND aos profissionais de enfermagem proporcionam uma técnica de administração de medicamento superior àqueles que não receberam treinamento. Objetivo: Avaliar o efeito da intervenção educativa, treinamento, na técnica de administração de medicamentos inalatórios por profissionais de enfermagem. Método:Trata- se de um estudo quantitativo, com desenho quase-experimental. Utilizou-se para comparar o conhecimento entre os grupos, treinados e não treinados, uma avaliação teórico contendo 5 questões fechadas e duas avaliações práticas da administração da técnica para ND com e sem aerocâmara, através de um escore padronizado com 10 itens para cada simulação. Resultados: Participaram 50 profissionais de enfermagem, sendo que 25 receberam treinamento. Do total, 8 (16%) nunca utilizaram o dispositivo. No teste teórico com 5 questões, a média de acertos do grupo que obteve treinamento foi de 2,8 versus 2,2 pontos . Na simulação da técnica inalatória sem o uso de aerocâmara, a média de acertos entre os grupos foi: 3,1 para os não treinados e 6,8 para os treinados; P<0,05. Na simulação do caso 2 com aerocâmara houve significância estatística (P<0,05). Na classifcação da técnica: correta e na técnica errada, P<0,04 e P< 0,01; respectivamente entre os grupos treinado e não treinado. Conclusão: O presente estudo mostra que profissionais de enfermagem que participaram do treinamento teórico-prático possuem uma técnica significativamente melhor de administração de fármacos por via inalatória em comparação aos profissionais que não participaram do treinamento.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/25519
Arquivos Descrição Formato
000753928.pdf (155.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.