Repositório Digital

A- A A+

(Meio) ambiente : rompendo paradigmas na produção científica e no ensino da geografia e da biologia

.

(Meio) ambiente : rompendo paradigmas na produção científica e no ensino da geografia e da biologia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título (Meio) ambiente : rompendo paradigmas na produção científica e no ensino da geografia e da biologia
Outro título Meio ambiente : rompendo paradigmas na produção científica e no ensino da geografia e da biologia
Autor Bernardes, Fernando Frederico
Orientador Suertegaray, Dirce Maria Antunes
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Ecologia
Geografia ambiental
[en] Ambient
[en] Biology
[en] Ecology
[en] Education
[en] Geography
[en] Transdisciplinarity
Resumo Esta dissertação de mestrado examina o conceito de ambiente de acordo com o caráter epistemológico de cada ciência; neste caso, procede à análise da Geografia e da Biologia, que serão abordados no decorrer desta pesquisa. Ressalto que a análise conceitual de ambiente na ciência biológica se faz importante por ser uma ciência que estuda o mesmo conceito que a Geografia, e muitas vezes têm dificuldade de tratar o homem, na sua complexidade, inserido na dinâmica ambiental. Nesse sentido, aprecio as principais fases da Ecologia (sustentáculo da Biologia), contemplando suas principais linhas teórico-filosóficas: Ecologia Natural, Ecologia Humana, Ecologia Política e Ecologia da Paisagem, esta oriunda da Geografia. Apresento também, dessa maneira, algumas abordagens temporal-teóricas da sistematização da trajetória geográfica quanto ao conceito de ambiente. Contempla o objeto de estudo uma sistematização na estrutura conceitual de ambiente, nas principais fases da ciência geográfica: Geografia Clássica, Geografia Quantitativa ou Teorética, Geografia Crítica, Marxista, Radical ou Uma Geografia Nova, finalizando com a atual Geografia Contemporânea. O objeto de pesquisa da presente dissertação é a análise do conceito de ambiente nos livros didáticos de Geografia e Biologia do ensino médio, como também, na produção intelectual e na prática docente, numa perspectiva conceitual e epistemológica. O assunto pontual desta pesquisa necessita de uma análise profunda e complexa da caracterização e da interpretação histórica do emprego e utilização do conceito de ambiente nos discursos geográficos e biológicos. Configura-se, assim, o conhecimento, ou, mais especificamente, o conceito de ambiente como parcial e provisório, pois sustenta provisoriamente teorias, seguindo a lógica de cada identidade científica. Na tentativa de desempenhar a ação da investigação, imbriquei dados sobre o estabelecido tema e consequentemente os submeti à crítica, empregando o método científico sobre o objeto de observação. O objetivo desta temática é o de compreender a análise ambiental a partir do conceito de (meio) ambiente no ensino médio e na produção científica, com o intuito de abarcar a complexidade das relações do ambiente, remetendo à totalidade. O ambiente expressa as relações do sujeito com o entorno, entre as coisas e os objetos. Os resultados deste trabalho se expressam em produtos de interpretação dos teóricos da Geografia e da Biologia, expressando também o posicionamento dos professores em relação à concepção de ambiente, no processo de ensino/aprendizagem nos livros didáticos do ensino médio. A ação desta dissertação de mestrado reflete sobre a evolução dos discursos geográficos e biológicos, delongando com a prática docente. A intenção é tornar útil a pesquisa, concretizando o sentido da proposta de mestrado.
Abstract This dissertation examines the concept of environment in accordance with the epistemological character of each science in this case, proceed to the analysis of geography and biology will be discussed during this research. I emphasize that the conceptual analysis of the environment in biological science is important because it is a science that studies the same concept as the location, and often have difficulty dealing with men, in their complexity, inserted into the dynamic environment. This sense, I appreciate the main stages of Ecology (mainstay of Biology), contemplating its main theoretical and philosophical lines: Natural Ecology, Human Ecology, Political Ecology and Landscape Ecology, originated from this location. Also present in this way some time-theoretical approaches of the systematization of geographical history as the concept of environment. I contemplate the object of study, a systematic conceptual framework on the environment, the main stages of geographical science: Classical Geography, Quantitative Geography or Teoretic, Geography Review, Marxist, Radical or a new geography, ending with the current Contemporary Geography. The research object of this dissertation is to analyze the concept of environment in the textbooks of geography and biology in high school, but also in intellectual production and teaching practice, a conceptual and epistemological perspective. The timely subject of this research requires a thorough analysis and complex characterization and historical interpretation of the employment and use of the concept of environment in the geographic and biological discourses. It is configured well, knowledge, or more specifically the concept of environment as partial and provisional, inasmuch as provisionally theories, following the logic of each scientific identity. In an attempt to carry out action research, imbriquei data on the established theme and therefore subjected to the criticism, using the scientific method on the object of observation. The objective of this theme is to understand the environmental analysis based on the concept of (middle) school environment and in scientific research, in order to encompass the complexity of the relationship of the environment, referring to the whole. The environment through the subject's relations with the environment, between things and objects. These results are expressed as products of the theoretical interpretation of geography and biology, expressing also the positioning of teachers in relation to the concept of environment in teaching and learning in the textbooks of high school. The action of this thesis reflects on the evolution of spatial discourses and biological delay with the teaching practice. The intention is to make useful research, realizing the meaning of the original masters.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/25546
Arquivos Descrição Formato
000754072.pdf (1.612Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.