Repositório Digital

A- A A+

Luteólise antecipada em protocolo de inseminação artificial a tempo fixo com progesterona em vacas nos pós-parto

.

Luteólise antecipada em protocolo de inseminação artificial a tempo fixo com progesterona em vacas nos pós-parto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Luteólise antecipada em protocolo de inseminação artificial a tempo fixo com progesterona em vacas nos pós-parto
Autor Pereira, Carolina Heller
Orientador Gregory, Ricardo Macedo
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Inseminacao artificial : Tecnicas
Pos-parto
Reprodução animal : Bovinos
[en] Beef cows
[en] Early luteolysis
[en] Feeding
[en] IATF
[en] Plasma progesterone
[en] Post partum cows
Resumo O objetivo do trabalho foi verificar o efeito da antecipação de um luteolítico prévio a retirada do dispositivo intravaginal de progesterona (P4) sobre a taxa de prenhez na inseminação artificial em tempo fixo (IATF) de vacas com cria ao pé em comparação com protocolos de IATF tradicionais que utilizam o luteolítico na ocasião da retirada de P4. Também verificar a ação e eficácia dos implantes com um grama de progesterona de primeiro e segundo uso. Utilizou-se 210 vacas de corte amamentando da raça Montana com 48-98 dias pós-parto. Destas, 127 eram vacas multíparas e 83 eram vacas primíparas. Os animais foram divididos em dois lotes de 105 vacas, comparando oito grupos. O lote D6,5 foi tratado no dia zero (data:17/11/2008) com 2mg de benzoato de estradiol i.m. (BE, Estrogin®) juntamente com implante intravaginal de progesterona de 1º uso (G1- Sincrogest®, n=29; G2- Primer®, n=26) e de 2º uso (G3- Sincrogest®, n=26; G4- Primer®, n=24), no dia 6,5 foi aplicado 150mcg i.m. de Cloprostenol Sódico (Sincrocio®), sendo a retirada do implante de P4 no dia 8. Dia 9, ocorreu a aplicação de 1mg de BE i.m. e no dia 10 a tarde a IATF. O lote D8 iniciou o protocolo de IATF no dia 25/11/2008 e foi tratado da mesma forma, à exceção da aplicação do luteolítico que ocorreu no oitavo dia. Os grupos foram formados: implante de 1º uso (G5- Sincrogest®, n=27; G6- Primer®, n=28) e de 2º uso (G7-Sincrogest®, n=26; G8- Primer®, n=24). Foram realizadas duas coletas de sangue (dia 0 e dia 9 do protocolo) para dosagem de progesterona plasmática através do método de radioimunoensaio. As taxas de prenhez dos grupos do lote D6,5 foram de 55,17%(G1), 69,23%(G2), 57,67%(G3), 70,83%(G4) (p=0,263). No lote D8 os grupos G5, G6, G7, G8 deste lote apresentaram 44,44%, 67,86%, 46,15%, e 58,33% de prenhez (p=0,573). As taxas de prenhez para os lotes D6,5 e D8 foram, de 62,86% e 54,29%. Não houve diferença nas taxas de prenhez a IATF entre os lotes (p= 0,262). O teste Qui-quadrado e o T-test foram utiizados para a análise estatística dos dados. O ECC médio dos dois lotes foi de 2,66 (n=210). Não houve influência do ECC sobre as taxas de prenhez a IATF (p=0,562) . Também não houve diferença estatística na taxa de prenhez a IATF e de prenhez final dos animais conforme a idade e dias pós parto. Dezenove vacas apresentaram P4 maior que 1ng/ml no dia 0 (D6,5= 7, com 5 vacas prenhez e 2 vazias; D8= 12, com 7 vacas prenhez e 5 vacas vazias) e quatro vacas do lote D8 apresentaram P4 maior que 1ng/ml no dia 9 do protocolo (com 1 vaca prenhe). Os implantes da Primer ® e Sincrogest® de primeiro e segundo uso foram eficientes para a sincronização da ovulação das vacas com cria ao pé. A antecipação do luteolítico não aumentou as taxas de prenhez a IATF e prenhez final.
Abstract The objective of this work was to verify the effect of the anticipation of a luteolytic before the removal of the intravaginal device with progesterone (P4) on the range of pregnancy in the artificial insemination in fixed time (TAI) of post partum cows compared to the IATF traditional protocols that use the luteolytic while removing P4 and also verify the action and efficacy of the implants with a gram of progesterone of first and second use. 210 post partum cows beef cows of Montana breed were used with 48-98 days post partum. Out of these, 127 were multiparous cows and 83 were primiparous cows. The animals were divided in two lots of 105 cows, comparing 8 groups. The lot D6,5 was treated on the day zero (27/11/2008) with 2mg of estradiol benzoate i.m. (BE, Estrogin®) together with the intravaginal implant of progesterone of first use (G1- Sincrogest®, n=29; G2- Primer®, n=26) and of second use (G3- Sincrogest®, n=26; G4- Primer®, n=24), on the day 6,5 150mcg i.m of Cloprostenol (Sincrocio®), the removal of the implant of P4 on the day 8. On the day 9, there was an application 1mg of BE i.m and on the day 10 the IATF. The lot D8 (05/12/2008) was treated on the same way, except for the application of luteolitico, that occurred on the eighth day. The groups were formed this way: first use (G5- Sincrogest®, n=27; G6- Primer®, n=28) and second use (G7-Sincrogest®, n=26; G8- Primer®, n=24). Two blood sample collections were performed (Day 0 and Day 9 of protocol) for plasma progesterone dosage through the radioimunoensaio method. The ranges of pregnancy of the groups in the lot D6,5 were 55,17%(G1), 69,23%(G2), 57,67%(G3), 70,83%(G4) (p=0,263). In the lot D8 the groups G1, G2, G3, G4 of this lot presented 44,44%, 67,86%, 46,15%, e 58,33% of pregnancy (p=0,573). The ranges of pregnancy for the lots D6,5 and D8 were 62,86% e 54,29%. There was no difference in the ranges of pregnancy TAI between the lots (p= 0,262). The test Qui- Quadrado and T-test was used for the statistics analysis of the data. The average body condition of the two lots was 2,66 (n=210). There was no influence of the body condition on the ranges od pregnancy TAI (p=0,562). There was no statistic difference in the range TAI and final pregnancy of the animals according to the age and post partum days. Nineteen cows presented P4 maior que 1ng/ml no dia 0 (D6,5= 7, with 5 cows pregancy and 2 empty; D8=12, with 7 cows pregnancy and 5 cows empty) and four cows of the lot D8 presented P4 maior que 1ng/ml on the Day 9 of the protocol (with only one cow pregnant). The implants of PRIMER and SINCROGEST of first and second use were efficient for the synchronization of the ovulation of the post partum cows. The anticipation of luteolytic treatment did not increase pregnancy rates to TAI and also the final pregnancy rate.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/25595
Arquivos Descrição Formato
000754341.pdf (203.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.