Repositório Digital

A- A A+

Responsividade e exigência : duas escalas para avaliar estilos parentais

.

Responsividade e exigência : duas escalas para avaliar estilos parentais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Responsividade e exigência : duas escalas para avaliar estilos parentais
Outro título Respondingness and demandingness : two scales to evaluate parenting styles
Autor Costa, Fabiana T.
Teixeira, Marco Antonio Pereira
Gomes, William Barbosa
Resumo O objetivo deste estudo foi traduzir e adaptar duas escalas que avaliam as dimensões de responsividade e exigência parentais com adolescentes, as quais permitem a classificação de quatro estilos parentais. As escalas foram aplicadas a 378 adolescentes, tendo apresentado índices de consistência interna adequados (alpha entre 0,70 e 0,83). Análises de variância revelaram que a exigência materna percebida foi maior do que a paterna entre adolescentes de ambos os sexos, mas as garotas perceberam níveis de exigência (materna e paterna) mais altos do que os garotos. A responsividade materna observada foi superior à paterna para ambos os sexos, porém as mulheres atribuíram escores de responsividade mais altos às suas mães do que os homens. Não houve diferenças entre os sexos quanto ao nível de responsividade paterna. A proporção de estilos parentais observada nesta amostra foi 13,3% (autoritário), 36,7% (autoritativo), 14,5% (indulgente) e 35,5% (negligente), sugerindo que nossa cultura não é tão permissiva quanto se supõe usualmente.
Abstract The aim of this study was to translate and adapt two scales of parental responsiveness and demandingness to Portuguese (Brazil). According to these scales levels, it is possible to categorize four parenting styles. The scales were administred to 378 adolescents of both sexes and showed satisfactory reliability coefficients (alpha between 0,70 and 0,83). Analysis of variance indicated that perceived mothers’ demandingness was greater than fathers’ for both sexes, but girls observed higher levels of parental demandingness than boys. Both males and females attributed higher scores of responsiveness to their mothers than to their fathers, but girls scored higher on mothers’ responsiveness than boys. No significant differences between sexes were found for fathers’ level of responsiveness. The frequency of parenting styles observed in this sample was 13,3% (authoritarian), 36,7% (authoritative), 14,5% (indulgent) and 35,5% (negligent), suggesting that, in this culture, parents migth not be as permissive as usually believed.
Contido em Psicologia : reflexão e crítica. Porto Alegre. Vol. 13, n. 3 (2000), p. 465-473
Assunto Adolescente
Permissividade dos pais
Relação pais-filhos
[en] Adolescence
[en] Family
[en] Parenting styles
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/25661
Arquivos Descrição Formato
000269706.pdf (370.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.