Repositório Digital

A- A A+

Implicações da doença orgânica crônica na infância para as relações familiares : algumas questões teóricas

.

Implicações da doença orgânica crônica na infância para as relações familiares : algumas questões teóricas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implicações da doença orgânica crônica na infância para as relações familiares : algumas questões teóricas
Outro título Implications of physical chronic disease in childhood to family relationships: some theoretical questions
Autor Castro, Elisa Kern de
Piccinini, Cesar Augusto
Resumo O presente artigo examina algumas questões teóricas e achados de estudos recentes acerca das implicações da doença orgânica crônica na infância. Analisam-se, em particular, as conseqüências emocionais da enfermidade precoce tanto para a criança como para sua família, especialmente no que se refere à relação mãe-criança. Além disso, discute-se as dificuldades enfrentadas pela família ao lidar com uma criança doente e os possíveis riscos de ajustamento aos quais ela pode estar exposta. Apesar dos avanços no tratamento de doenças crônicas orgânicas infantis e a melhora nas taxas de sobrevivência dessas crianças, poucas investigações são encontradas na literatura em relação às implicações emocionais e familiares da doença orgânica crônica na infância. Os estudos revisados sugerem que mudanças importantes nos relacionamentos familiares podem ocorrer quando há uma criança com doença crônica orgânica na família, em particular no que se refere ao estresse parental, isolamento social, comportamentos de superproteção com a criança e riscos aumentados para desajustes psicológicos tanto para a criança quanto para seus genitores e irmãos.
Abstract The present article examines some theoretical questions and reviews recent findings concerning the implications of physical chronic disease in childhood. The emotional consequences of the disease to the child and the child’s family, in particular to the child-mother relationship are analyzed. Furthermore, family difficulties when dealing with an ill child and the possible risks to his/her adjustment are discussed. Despite the medical advances in the treatment of childhood physical chronic diseases and the increase on survival rates of these children, there are few studies on the emotional and family implications of a physical chronic disease in childhood. The reviewed studies suggest that important changes in family relationships may happen when a child has a physical chronic disease, such as parental stress, social isolation, overprotective behavior, and increased risk of psychological maladjustment to the child, his/her parents, as well as to his/her brothers and sisters.
Contido em Psicologia : reflexão e crítica. Porto Alegre. Vol. 15, n. 3 (2002), p. 625-635
Assunto Criança
Doenças crônicas
Relações familiares
[en] Childhood
[en] Family relationship
[en] Physical chronic disease
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/25669
Arquivos Descrição Formato
000376038.pdf (61.77Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.