Repositório Digital

A- A A+

Práticas educativas maternas e problemas de comportamento em pré-escolares

.

Práticas educativas maternas e problemas de comportamento em pré-escolares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas educativas maternas e problemas de comportamento em pré-escolares
Outro título Childrearing practices and behavior problems in preschool children
Autor Alvarenga, Patricia
Piccinini, Cesar Augusto
Resumo O presente estudo investigou as diferenças entre as práticas educativas relatadas por mães de crianças com e sem problemas de comportamento envolvendo externalização (grupo clínico e grupo não-clínico, respectivamente). Participaram do estudo 30 díades mãe-criança, de nível sócio-econômico baixo e médio-baixo. As crianças eram de ambos os sexos e tinham entre cinco e seis anos de idade. As díades foram designadas aos grupos clínico e não-clínico com base na pontuação da criança no Inventário de Comportamentos da Infância e Adolescência - CBCL. As mães responderam a uma entrevista sobre práticas educativas envolvendo situações estruturadas e espontâneas. Análise de conteúdo das entrevistas, relacionada às situações estruturadas, mostrou que as mães do grupo clínico mencionaram práticas coercitivas com uma freqüência significativamente maior do que as mães do grupo não-clínico. A mesma tendência, embora não significativa, apareceu para as situações espontâneas.
Abstract The aim of the present study was to investigate differences in mothers’ childrearing practices toward children with and without behavior problems involving externalizing behaviors (clinical and non-clinical group, respectively). Thirty mother-child dyads from both low and medium-low SES level participated in the study. Children were of both sexes, with ages ranging from five to six years. The dyads were assigned to the clinical or non-clinical group based on the children’s scores on the Child Behavior Checklist (CBCL). The mothers were interviewed about their childrearing practices in both structured and spontaneous situations. Content analysis of the interviews regarding the structured situations revealed that the mothers of the clinical group mentioned significantly more coercive practices than did mothers of the non-clinical group. The same trend appeared in the spontaneous situations, although the differences were not significant.
Contido em Psicologia : reflexão e crítica. Porto Alegre. Vol. 14, n. 3, (2001), p. 449-460
Assunto Crianca pre-escolar
Práticas de criação infantil
Relação mãe-criança
[en] Behavior problems
[en] Childrearing practices
[en] Preschool children
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/25672
Arquivos Descrição Formato
000386471.pdf (172.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.