Repositório Digital

A- A A+

Critérios de dimensionamento para bacia de dissipação por ressalto hidráulico tipo I

.

Critérios de dimensionamento para bacia de dissipação por ressalto hidráulico tipo I

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Critérios de dimensionamento para bacia de dissipação por ressalto hidráulico tipo I
Autor Turella, Débora Saccaro
Orientador Marques, Marcelo Giulian
Co-orientador Alves, Alexandre Augusto Mees
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo O presente trabalho aborda os critérios de projeto para o dimensionamento de uma bacia de dissipação por ressalto hidráulico tipo I e apresenta um estudo de caso onde são aplicados estes critérios. Esta estrutura é uma das obras que pode vir a compor o sistema extravasor de uma barragem, que é o dispositivo responsável pela segurança da obra nos períodos de cheias, por onde são descartadas as vazões excedentes. A partir da revisão bibliográfica, foi feita uma análise sobre as obras que compõem este sistema de segurança que são, obrigatoriamente, vertedouro e dissipador de energia, mas dependendo das condições topográficas, geológicas, construtivas e de arranjo podem ser necessárias outras estruturas complementares, tais como canal de aproximação, canal rápido, canal de descarga, entre outros. Na primeira etapa do trabalho são descritas as estruturas que compõem o sistema extravasor e os tipos de dissipadores de energia, que são os dispositivos com a finalidade de dissipar a energia cinética do escoamento vertido e adequá-lo ao curso natural do rio, minimizando os possíveis efeitos erosivos do escoamento que poderiam comprometer a fundação e, consequentemente, a segurança da barragem. Na fase seguinte, parte-se para o detalhamento de bacias de dissipação por ressalto hidráulico, apresentando os modelos existentes mais frequentes classificados de acordo com a United Statates Bureau of Reclamation. Como o dissipador em análise utiliza o ressalto hidráulico, é feita uma descrição deste fenômeno, que ocorre na transição do regime rápido para o regime lento com elevada intensidade de turbulência e, consequentemente, com significativa dissipação de energia. Nesta etapa são abordadas de forma mais minuciosa as bacias de dissipação por ressalto hidráulico tipo I. Após a exposição destas estruturas, são definidos e detalhados os critérios de projeto necessários para um dissipador situado em condições climáticas e geológicas similares às do Brasil, sendo por fim apresentado uma análise em um caso hipotético onde são aplicados os conhecimentos apresentados neste trabalho.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26027
Arquivos Descrição Formato
000754991.pdf (1.681Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.