Repositório Digital

A- A A+

Gestão e manutenção de edifícios históricos da UFRGS : aplicação da tecnologia BIM no Castelinho

.

Gestão e manutenção de edifícios históricos da UFRGS : aplicação da tecnologia BIM no Castelinho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão e manutenção de edifícios históricos da UFRGS : aplicação da tecnologia BIM no Castelinho
Autor Siviero, Luís Artur
Orientador Isatto, Eduardo Luis
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Nota-se hoje uma crescente preocupação com a preservação do passado histórico, como monumentos e edificações. Por isso, esse trabalho propõe a utilização de uma tecnologia alternativa para trabalhar com as edificações históricas da UFRGS, de forma a tornar a gestão e manutenção desses prédios mais dinâmica e racional. O meio para atingir esse objetivo é a utilização da tecnologia Building Information Modeling (BIM) em um edifício histórico da Universidade, O Castelinho. Essa tecnologia consiste em ferramentas que trabalham com um modelo tridimensional da edificação, que contém informações parametrizadas e um alto grau de interoperabilidade entre os participantes do projeto, aumentando a cooperação entre esses e uma maior consistência e integridade dos dados nesse contidos, diminuindo a quantidade de informações redundantes ou a necessidade de retrabalhos. Apesar de essa tecnologia poder ser utilizada na concepção, construção e gestão e manutenção de edificações, nesse trabalho, o foco será a última fase. Para um melhor entendimento das vantagens do uso da tecnologia BIM na gestão e manutenção, é imprescindível o conhecimento dos conceitos de gestão de facilities, que consiste em atividades para a elevação do edifício a uma situação de alto desempenho, focando essas atividades pelo tipo de empreendimento analisado. Quanto ao caso estudado, foram feitas entrevistas e buscado bibliografia e materiais diversos sobre o Castelinho, a fim de conhecer a história e características desse edifício, para, em um segundo momento, criar um modelo 3D, compatível à tecnologia BIM. A dificuldade de criação, somado ao objetivo desse modelo, levaram ao desenvolvimento de um modelo mais simplificado, sem a quantidade de detalhes característicos do estilo da edificação. A análise de resultados da comparação entre a tecnologia BIM e a atualmente usada para a gestão e manutenção, destaca-se em BIM uma interoperabilidade limitada, sendo possível apenas a comunicação entre programas de mesma empresa e um nível de detalhamento ainda não adequado à proposta. Concluindo o trabalho, sugere-se uma migração lenta de CAD para BIM, usando as duas tecnologias simultaneamente, até uma completa adaptação dos profissionais ao novo sistema.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26053
Arquivos Descrição Formato
000755671.pdf (1.660Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.