Repositório Digital

A- A A+

Relações entre variáveis psicossociais e cognitivas e o desempenho em leitura em crianças de uma coorte populacional

.

Relações entre variáveis psicossociais e cognitivas e o desempenho em leitura em crianças de uma coorte populacional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre variáveis psicossociais e cognitivas e o desempenho em leitura em crianças de uma coorte populacional
Autor Piccolo, Luciane da Rosa
Orientador Salles, Jerusa Fumagalli de
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Cognicao : Crianca
Compreensão da leitura
Criança
Família
Leitura
Memória de curto prazo
Nível sócio-econômico
[en] Cohort study
[en] Family factors
[en] Psychosocial factors
[en] Reading
[en] Reading difficulties
Resumo A leitura é um processo complexo, consequência de interações entre fatores ambientais, biológicos e cognitivos. Este estudo visou a investigar a relação entre fatores psicossociais (socioeconômicos e familiares) e cognitivos (memória de trabalho) e o desempenho em leitura de crianças participantes de uma coorte populacional. Foram realizados dois estudos relacionando o desempenho em leitura a: 1) fatores psicossociais e 2) fatores cognitivos. As 65 crianças avaliadas (9-11 anos) eram estudantes de 2ª a 5ª séries de escolas públicas de Porto Alegre-RS. Suas mães participaram de entrevistas sobre dados psicossociais da mãe e de desenvolvimento da criança, feitas aos 4 meses, 2 anos e 5/6 anos de idade das crianças. As crianças foram avaliadas em leitura, QI e memória de trabalho. No estudo 1, correlações significativas negativas foram encontradas entre morbidade psiquiátrica (escore do SRQ-20) da mãe e total de acertos na leitura de palavras irregulares da criança e entre o número de familiares que moravam em casa e o escore total na leitura de palavras da criança. Além disso, a renda familiar correlacionou-se significativa e positivamente com o escore em compreensão de leitura textual da criança. Nas análises de regressão linear apenas o número de familiares que moravam na mesma casa que a criança foi preditor do desempenho em leitura de palavras. Pode-se entender que quanto mais pessoas habitam uma mesma residência, menos recursos são disponibilizados para cada um e os pais podem não ter tempo suficiente para envolverem-se em atividades escolares com seus filhos, o que impacta no desempenho da leitura. No segundo artigo, as medidas de memória de trabalho não se correlacionaram significativamente às tarefas de leitura quando o subteste vocabulário (do WASI) foi controlado. Houve diferenças significativas nas comparações das médias das tarefas de leitura por série – os estudantes de 4ª série apresentaram maiores escores do que as de 3ª. Conclui-se que dos fatores estudados, houve contribuição de variáveis socioeconômicas e familiares para o desempenho em leitura de crianças de uma coorte populacional. A relação entre leitura e memória de trabalho foi intermediada pela linguagem (vocabulário).
Abstract Reading is a complex process, a consequence of interactions between environmental, biological and cognitive factors. This study aimed to investigate the relationship between psychosocial factors (socioeconomic and family) and cognitive (working memory) and reading performance of children participating in a population cohort. Two studies were related to reading performance: 1) psychosocial factors and 2) cognitive factors. The 65 evaluated children (9-11 years) were students from 2nd to 5th grade of public schools in Porto Alegre- RS. Their mothers participated in interviews regarding psychosocial data of mother and child development, at 4 months, 2 years and 5 / 6 year old children. Children were tested in reading, IQ and working memory. In one study, negative correlations were found between the psychiatric morbidity (score of SRQ-20) of the mother and the total score in the reading of irregular words between the child and the number of family members who lived in the same house as the child and the total score in words read by the child. Additionally, family income correlated significantly and positively with the reading comprehension text score of the child. In a linear regression analysis only the number of relatives who lived in the same house as the child was a predictor of performance in word reading. One can understand that as more people inhabit a single residence, fewer resources are available for each individual, and parents may not have enough time to get involved in school activities with their children, which impacts the performance of reading. In the second article, the measures of working memory did not correlate significantly with reading assignments when the vocabulary subtest (from the WASI) was controlled. There were significant differences in comparisons of the mean reading task of the series - the fourth grade students had higher scores than the 3rd grade students. We concluded that in the factors studied there was a correlation between the socioeconomic level and the family to the reading performance of children in a population cohort. The relationship between reading and working memory was mediated by language (vocabulary).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26084
Arquivos Descrição Formato
000756297.pdf (1.890Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.