Repositório Digital

A- A A+

Detectabilidade da fauna atropelada : efeito do método de amostragem e da remoção de carcaças

.

Detectabilidade da fauna atropelada : efeito do método de amostragem e da remoção de carcaças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Detectabilidade da fauna atropelada : efeito do método de amostragem e da remoção de carcaças
Autor Teixeira, Fernanda Zimmermann
Orientador Kindel, Andreas
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Animais silvestres
Atropelamentos
Resumo Os monitoramentos de fauna atropelada realizados atualmente desconsideram a influência da remoção de carcaças e da detectabilidade na magnitude dos atropelamentos. Este trabalho tem como objetivo avaliar diferenças na detecção da fauna atropelada e na probabilidade de remoção das carcaças em função do grupo taxonômico. A hipótese é de que grupos como anfíbios e aves são subamostrados em função de seu menor tamanho, tendo altas taxas de remoção e menor número de visualizações. Visando avaliar o efeito da detectabilidade, o número de carcaças registradas foi comparado em monitoramentos a pé e de carro. No experimento da remoção de carcaças, a rodovia foi monitorada durante quatro dias consecutivos e registramos a permanência de cada carcaça. Encontramos diferença significativa entre os dois métodos de amostragem com relação à abundância de indivíduos de cada grupo taxonômico. A permanência das carcaças na rodovia variou significativamente em função do grupo taxonômico. Estes resultados confirmam que há subamostragem nos monitoramentos da fauna atropelada ao desconsiderar, nas estimativas de magnitude, as carcaças removidas em dias anteriores e a baixa detectabilidade utilizando-se veículo. Ao contrário do que é normalmente assumido, a detectabilidade e a remoção de carcaças não são homogêneas entre diferentes classes de tamanho e entre táxons. Grupos de animais como os anfíbios, que tem baixo período de permanência e baixa detectabilidade, deveriam ser considerados no planejamento de medidas mitigadoras.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26167
Arquivos Descrição Formato
000757296.pdf (460.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.