Repositório Digital

A- A A+

Estudos taxonômicos e morfopolínicos em Curcubitaceae brasileiras

.

Estudos taxonômicos e morfopolínicos em Curcubitaceae brasileiras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudos taxonômicos e morfopolínicos em Curcubitaceae brasileiras
Outro título Taxonomic and pollen morphology studies of brazilian cucurbitaceae
Autor Lima, Luis Fernando Paiva
Orientador Miotto, Silvia Teresinha Sfoggia
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Botânica.
Assunto Curcubitaceae
Palinologia : Brasil
Taxonomia vegetal
Teses
[en] Brazilian flora
[en] Cucurbitaceae
[en] Pollen morphology
[en] Taxonomy
Resumo Na flora brasileira, Cucurbitaceae representa uma importante família entre a sinúsia de trepadeiras, com aproximadamente 180 espécies nativas, distribuídas em 30 gêneros, poucos dos quais são monografados para o Brasil. Esta tese tem como objetivo o estudo taxonômico e morfológico de sete destes gêneros, distribuídos em quatro tribos: Anisosperma e Fevillea (Zanonieae), Apodanthera e Melothrianthus (Coniandreae), Melothria (Benincaseae) e, Cyclanthera e Sicyos (Sicyeae). Anisosperma é monotípico e Fevillea está representado por sete espécies de distribuição bicêntrica no neotrópico. Verificou-se a ocorrência de distintos padrões de distribuição geográfica para as espécies destes gêneros: Padrão amplo neotropical (F. cordifolia), Padrão amplo atlântico (F. trilobata), Padrão restrito amazônico (F. anomalosperma, F. pedatifolia e F. pergamentacea), Padrão restrito atlântico (A. passiflora) e Padrão higrófilo sul bahiano (F. bahiensis). Apodanthera está representada no Brasil por 11 espécies (10 delas endêmicas), distribuídas em duas secções: Apodanthera (A. argentea, A. glaziovii, A. laciniosa, A. sagittifolia var. villosa e A. ulei) e Pseudoapodanthera (A. congestiflora, A. hindii, A. pedisecta, A. succulenta, A. trifoliata e A. villosa). O gênero Melothria compreende oito espécies na flora brasileira (M. candolleana, M. cucumis, M. dulcis, M. hirsuta, M. pendula, M. schulziana, M. trilobata e M. warmingii), assim como Cyclanthera (C. eichleri, C. hystrix, C. multifoliola, C. oligoechinata, C. pedata, C. quinquelobata, C. tenuifolia e C. tenuisepala). Sicyos possui somente três espécies: S. martii na secção Atractocarpus, e S. polyacanthus e S. warmingii em Sicyos. O estudo taxonômico apresenta uma revisão e atualização nomenclatural, descrições, ilustrações e chaves analíticas para os gêneros e espécies, bem como dados sobre distribuição geográfica, ecologia e aspectos fenológicos. As características da morfologia polínica revelaram- se extremamente úteis na identificação dos gêneros estudados. No entanto, a diferenciação entre espécies de um mesmo gênero requer uma análise mais acurada. Fevillea apresenta grãos típicos de Nhandiroboideae, pequenos, tricolporados e estriados. Os gêneros representativos de Coniandreae (Apodanthera e Melothrianthus) e de Benincaseae (Melothria) são predominantemente de tamanho médio, tricolporados, reticulados e/ou microreticulados. Dentre as tribos estudadas, Sicyeae apresenta os maiores tamanhos de grãos de pólen, sendo Cyclanthera estes são 4-8-colporados e punctitegilados, e em Sicyos estefanocolpados e supra-microreticulados equinados. Os grãos foram descritos com base em microscopia óptica e eletrônica de varredura e, em cada gênero, as espécies foram comparadas.
Abstract In the Brazilian flora, Cucurbitaceae represents an important family among the climbing synusia, comprising ca. 180 native species, distributed in 30 genera, few of which are already reviewed in Brazil. The object of this thesis is to carry out a taxonomic and morphological study concerning seven of these genera: Anisosperma and Fevillea (Zanonieae), Apodanthera and Melothrianthus (Coniandreae), Melothria (Benincaseae), Cyclanthera and Sicyos (Sicyeae). Anisosperma is monotypic and Fevillea is represented by seven species whit bicentric distribution in the Neotropics. We verified the occurrence of distinct geographic distributional patterns for the species of these genera: Wide Neotropical pattern (F. cordifolia), Wide Atlantic pattern (F. trilobata), Restricted Amazonian pattern (F. anomalosperma, F. pedatifolia e F. pergamentacea), Restricted Atlantic pattern (A. passiflora) and South-Bahian hygrophilous pattern (F. bahiensis). Apodanthera is represented by 11 species in Brazil (10 of which are endemic), distributed in two sections: Apodantera (A. argentea, A. glaziovii, A. laciniosa, A. sagittifolia var. villosa and A. ulei) e Pseudoapodanthera (A. congestiflora, A. hindii, A. pedisecta, A. succulenta, A. trifoliate and A. villosa). The genus Melothria encompasses eight species in the Brazilian flora (M. candolleana, M. cucumis, M. dulcis, M. hirsuta, M. pendula, M. schulziana, M. trilobata and M. warmingii) as well as Cyclanthera (C. eichleri, C. hystrix, C. multifoliola, C. oligoechinata, C. pedata, C. quinquelobata, C. tenuifolia and C. tenuisepala). Sicyos presents only three species: S. martii in Atractocarpus section and S. polyacanthus and S. warmingii in Sicyos section. The taxonomic study presents nomenclatural revision and updating, descriptions, illustrations and analytical keys for genera and species, as well as data concerning geographic distribution, ecology and phenological aspects. Characters concerning pollen morphology were extremely useful for the identification of the studied genera. However, differentiation between congeneric species demands more acurate analyses. Fevillea presents typical Nhandiroboideae grains, small, tricolporate and striate exine. Representative genera of Coniandreae (Apodanthera and Melothrianthus) and Benincaseae (Melothria) are predominantly medium-sized, tricolporate, reticulate and/or micro-reticulate exine. Among the studied tribes, Sicyeae presents the largest pollen grains, 4-8-colporate and punctitegillate exine in Cyclanthera and stephanocolpate and supra-microreticulate echinate exine in Sicyos. Grains descriptions were based in light microscopy and scanning microscopy and, within each genus, species were compared.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/26294
Arquivos Descrição Formato
000746905.pdf (20.16Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.