Repositório Digital

A- A A+

Os sucessivos golpes militares no processo da democratização na Guiné-Bissau

.

Os sucessivos golpes militares no processo da democratização na Guiné-Bissau

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os sucessivos golpes militares no processo da democratização na Guiné-Bissau
Autor Sá, Franklin Gomes Correia de
Orientador Santos, André Luiz Marenco dos
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Democratização
Golpe de estado
Guiné-Bissau
[en] Democratization
[en] Guinea-Bissau
[en] Military coups
[en] Tribalism
Resumo O presente trabalho trata de sucessivos golpes militares que demarcam o “não-processo” de transição política em Guiné-Bissau, no período de 1980 a 2009. O propósito do estudo é abordar as contradições inerentes à alternação entre períodos autoritários e democráticos em sua história política e social, os quais culminaram com assassinatos, perseguições e prisões, entre outros eventos. Verificamos ainda a instabilidade política, resultado de sucessivos golpes militares, que marcaram o país desde os primórdios da sua independência, esses que tiveram continuidade após o período da liberalização política, em consequência da personalização do sistema político, partindo das dinâmicas e lutas pelo acesso ao poder com a base nas aspirações pessoais. O último destes processos fora identificado como de liberalização do regime, entre outras razões, pelo surgimento de novas forças políticas (1991) e da realização das primeiras eleições multipartidárias, supostamente justas e transparentes (1994). Em vista disso, problematizamos os seguintes fatos: como é que se deu o processo de transição política deste país? Os argumentos políticos presentes neste processo nos levam a consequente indagação: por que um governo civil eleito pelo voto popular não consegue impor controle sobre os militares? – Nesse sentido, buscamos empreender este estudo de caso. Evidenciada tal problemática, nosso trabalho e pesquisa bibliográfica se estabelecem, metodologicamente, articulando escritores locais ao contexto do país africano em questão, sem deixar de estabelecer parâmetros políticos globais comparados no que se refere à conjuntura de outros países no continente. As primeiras impressões indicam algumas possibilidades, concluímos em um primeiro momento que o processo de “transição democrático” e o “discurso do tribalismo” são atravessados por algumas relações. Como no campo da política social em educação do país neste estudo de caso, ou até mesmo o contraste político com as experiências em golpes militares na Guiné-Bissau, questões articuladas em algumas variáveis que entendemos possuírem certa regularidade.
Abstract This paper deals with successive military coups that demarcate the political transition “noprocess” in Guinea-Bissau for the period 1980 to 2009. The purpose of this study is to address the contradictions inherent in the alternation between authoritarian and democratic periods in its political and social history, which culminated in murder, persecution and imprisonment, among other events. We verified the political instability, the result of successive military coups that marked the country since the dawn of independence, those who had continued after the period of political liberalization as a result of the personalization of the political system, based on the dynamics and struggles for access to power with the basis of personal aspirations. The last of these cases had been identified as the liberalization of the regime, among other reasons, the emergence of new political forces (1991) and the completion of the first multiparty elections, supposedly fair and transparent (1994). In view of this, we question the following facts: how was the process of political transition in this country? Political arguments presented in this case lead us to the consequent question: why a civilian government elected by popular vote cannot impose control over the military? - Therefore, we undertake this case study. Highlighted such issues, our work and literature are established, methodologically, articulating local writers to the context of the African country in question, while establishing the overall policy parameters compared with regard to the situation of other countries on the continent. First impressions suggest some possibilities; we concluded at first that the process of "democratic transition" and the "discourse of tribalism" are crossed by some relations. As in the field of social policy in education in this country case study or even the political contrast with the experiences in military coups in Guinea-Bissau, issues articulated in some variables that we believe have certain regularity.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26408
Arquivos Descrição Formato
000758576.pdf (5.121Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.