Repositório Digital

A- A A+

O sistema de filosofia transcendental de Schopenhauer : uma interpretação e defesa

.

O sistema de filosofia transcendental de Schopenhauer : uma interpretação e defesa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O sistema de filosofia transcendental de Schopenhauer : uma interpretação e defesa
Outro título Schopenhauer’s system of transcendental philosophy: an interpretation and defense
Autor Teles, Alexandre
Orientador Faria, Paulo Francisco Estrella
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
Assunto Filosofia alemã
Filosofia moderna
Filosofia transcendental
Idealismo transcendental
Kant, Immanuel 1724-1804. Kritik der reinen Vernunft = Crítica da razão pura
Metafísica
Schopenhauer, Arthur 1788-1860.
Sistema filosofico
[en] Kant
[en] Reception of the critique of pure reason
[en] Schopenhauer
[en] Transcendental philosophy
Resumo Neste trabalho é apresentada e defendida a tese segundo a qual o projeto filosófico de Arthur Schopenhauer deve ser entendido como o estabelecimento de um sistema de filosofia transcendental, constituído de uma teoria da experiência coordenada a uma teoria geral das faculdades cognitivas e a um “primeiro princípio”, que apresentamos e discutimos. Assim compreendida, a filosofia de Schopenhauer guarda uma relação peculiar de continuidade com a filosofia transcendental de Kant: herda e reformula o projeto de Karl Leonhard Reinhold, articulado em resposta aos céticos Salomon Maimon e Gottlob Ernst Schulze, edificando um sistema de filosofia transcendental que contempla as ambições fundacionistas presentes no projeto de Reinhold, as críticas que esse projeto recebera e críticas endereçadas à própria teoria da experiência de Kant no contexto de recepção da Crítica da Razão Pura.
Abstract In this work is presented and defended the thesis according to which Arthur Schopenhauer’s philosophical project should be understood as aiming at putting forward a system of transcendental philosophy. That system comprises a theory of experience coordinated to a general theory of cognitive faculties and to a “first principle” which we present and discuss. So understood, Schopenhauer’s philosophy exhibits a peculiar relationship of continuity with Kant’s transcendental philosophy: it inherits and reformulates Karl Leonhard Reinhold’s project as it was conceived in response to the skeptics Salomon Maimon and Gottlob Ernst Schulze, building a system of transcendental philosophy which encompasses the foundationalist ambitions of Reinhold’s project and the criticisms which that project had received, as much as some criticisms which was addressed at Kant’s theory of experience itself in the context of reception of the Critique of Pure Reason.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26470
Arquivos Descrição Formato
000758547.pdf (1.427Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.