Repositório Digital

A- A A+

Ecletismo e reciclagem : o edifício do MARGS, do memorial do RS, e do Santander Cultural

.

Ecletismo e reciclagem : o edifício do MARGS, do memorial do RS, e do Santander Cultural

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ecletismo e reciclagem : o edifício do MARGS, do memorial do RS, e do Santander Cultural
Autor Tolotti Filho, José Luiz
Orientador Comas, Carlos Eduardo Dias
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura.
Assunto Arquitetura : Século XX
Arquitetura : Século XXI
Banco Nacional do Comércio, Edifício (Porto Alegre, RS)
Correios e Telégrafos, Edifício (Porto Alegre, RS)
Delegacia Fiscal, Edifício (Porto Alegre, RS)
Ecletismo
Memorial do Rio Grande do Sul, Edifício (Porto Alegre, RS)
Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Edifício (Porto Alegre, RS)
Renovação arquitetônica
Santander Cultural, Edifício (Porto Alegre, RS)
Wiederspahn, Theo
[en] Eclecticism
[en] Reuse
Resumo A presente dissertação analisa três edifícios ecléticos que constituem um conjunto monumental nas bordas da Praça da Alfândega de Porto Alegre, todos reciclados no ultimo quarto do século XX e passagem para o século XXI: a Delegacia Fiscal, o Correio e Telégrafos, e o Banco Nacional do Comércio, de autoria de Theo Wiedersphan, hoje abrigando respectivamente o Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Memorial do Rio Grande do Sul, e Santander Cultural. A análise se faz em três momentos: o de funcionamento pleno, o de desuso e o de novo projeto, assinados por Ediolanda Liedke, Nico e Ceres Rocha, e Roberto Loeb, privilegiando questões de composição ao invés de discussões estilísticas. O capítulo I traça breve panorama sobre a Praça da Alfândega e seu entorno seguido de informações biográficas sobre Wiederspahn. Os capítulos II, III, e IV desenvolvem os três estudos de caso. O capítulo V traz comparações e algumas conclusões sobre os edifícios. Uma breve reflexão acerca dos referenciais teórico-metodológicos é proposta em anexo.
Abstract This paper analyses three eclectic buildings that constitutes a monumental set in the edges of the Alfandega Square in Porto Alegre, all of them recycled in the last quarter of the XX’s and the XXI’s: the “Delegacia Fiscal”, “Correios e Telégrafos”, and “Banco Nacional do Comércio” projected by Theo Wiedersphan, today housing, respectively the “Museu de Arte do Rio Grande do Sul”, “Memorial do Rio Grande do Sul”, and “Santander Cultural”. The analysis occurs in three moments: the full operation, the disuse, and the new project, signed by Ediolanda Liedke, Nico and Ceres Rocha, and Roberto Loeb, and privileges topics of composition instead of stylistic ones. Chapter I points a quick overview on the Alfândega Square and its surroundings, followed by biographical informations about Wiedersphan. Chapters II, III, and IV develop three case studies. Chapter V brings comparisons and some conclusions about the buildings. A quick reflection about the theorical-methodological references is proposed on annex.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26716
Arquivos Descrição Formato
000755042.pdf (5.002Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.