Repositório Digital

A- A A+

Paisagem cultural : elementos de configuração morfológica e valores de preservação

.

Paisagem cultural : elementos de configuração morfológica e valores de preservação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Paisagem cultural : elementos de configuração morfológica e valores de preservação
Autor Barella, Sandra Maria Favaro
Orientador Rigatti, Decio
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Cidades : Caxias do Sul (RS)
Configuração espacial
Evolucao urbana
Morfologia urbana
Percepcao ambiental
Planejamento regional
Preservação ambiental
[en] Cultural landscape
[en] Environmental perception
[en] Preservation values
[en] Space syntax
[en] Urban morphology
Resumo O estudo tem por objetivo discutir a ocupação territorial do núcleo de Forqueta como paisagem cultural, um tipo particular de paisagem representada por uma morfologia advinda de um processo evolutivo diferenciado. Descreve a paisagem a partir da identificação de propriedades e qualidades de paisagem que indicam ou promovem um valor definido, considerando o processo de implantação do Plano de Colonização como projeto de parcelamento territorial e assentamento humano fundador da paisagem regional. Explora os aspectos morfológicos da formação e evolução de núcleo rural da cidade de Caxias do Sul, no período de 1875 a 1998. Primeiramente, aborda a dimensão geográfica da área e explora o conceito de percurso matriz como sistema fundamental de conectividade e acessibilidade regional. A partir da metodologia da sintaxe espacial, busca analisar como padrões espaciais estão relacionados à formação do núcleo central do Bairro e das sedes das colônias, sua integração e distribuição no espaço, associadas a usos do solo e atividades econômicas daquela região. O estudo da configuração do núcleo central de Forqueta, ao longo destes períodos, descreve o sistema radicalmente transformado a partir da localização e da implantação da Gare da Estação Férrea e da própria via da linha férrea que modificam o padrão morfológico primitivo. O estudo da tipologia de unidade agrícola do início da ocupação na área, busca identificar os limites daquela paisagem que evolui de um caráter rural para a progressiva constituição das sedes de colônias e sedes de Capelas. Os caminhos que as articulam são descritos como unidades morfológicas que estabelecem conexões viárias e visuais e configuram os primitivos e escassos espaços público-institucionais locais nos centros dos núcleos. As paisagens são avaliadas como produtos de um grande número de decisões distintas sobre lugares individuais, produzindo imagens que ordenam esteticamente o espaço, como aspecto e significado. Busca explicitar, por fim, como tais imagens implicam no conceito de paisagem cultural e discute a conservação de determinados tipos de espaços abertos percebidos como áreas de interesse ecológico e cultural. Explora ainda as qualidades visuais que a fazem especialmente valorizada e que correspondem a uma estrutura e organização espacial e social determinada.
Abstract The study aims to discuss the evolutionary study of the territorial occupation of the core district of Forqueta as a cultural landscape presented as a particular kind of landscape, represented by the morphology originated from a particular evolutionary process. This study describes the landscape identifying properties and qualities that leads and promotes a definitive value, attempting the process of implementing the Colonization Plan as a project of territorial fragmentation and human settlement founder of the regional landscape. Explores the formation and evolution of rural settlements on the outskirts of the city of Caxias do Sul in the period from 1875 to 1998, Primarily, it approaches the geographic area and explores the concept of pathways matrices as a connectivity and accessibility regional system. Based on the methodology of space syntax, it aims to analyze how spatial patterns are related to the formation of nucleus of the central headquarters of the colonies, the integration and its distribution in space, associated with land usage and economic activities that occurred in that region. The study of the configuration given by the layout of the Forqueta’s core over these periods, describes radically transformed system from the location of the settlement of the Forqueta’s Gare Railway Station and its own railway line, in the central district, modifying the primitive morphological pattern. The typological study of the agricultural units from the beginning of occupation, in this area, intents to identify the landscape boundaries that evolve from a rural character to the gradual establishment of the headquarters colonies and Chapels. It describes the ways how morphological units create visual and roads connections that configures scarce public and institutional spaces inside the rural centers nucleus. It evaluates the role of people that create the urban landscapes as products of a large number of separate decisions on individual places, as images that order aesthetically the space as face and meaning. Seeks to explain, finally, how these images imply the concept of cultural landscape and discusses the retention of certain types of open space as areas of ecological and cultural interest. Explores the visual qualities that make it of special value and that matches with determined structure, social and spatial organization.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26720
Arquivos Descrição Formato
000758214.pdf (96.10Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.