Repositório Digital

A- A A+

Diversidade de insetos predadores em pomares cítricos orgânicos e agroflorestais no Vale do Caí, RS

.

Diversidade de insetos predadores em pomares cítricos orgânicos e agroflorestais no Vale do Caí, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversidade de insetos predadores em pomares cítricos orgânicos e agroflorestais no Vale do Caí, RS
Outro título Diversity of predator insects in organic and agroforestry citric orchards in the Caí Valley, RS
Autor Dalbem, Ricardo Vieira
Orientador Dal Soglio, Fabio Kessler
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Biodiversidade
Controle biologico
Entomologia agricola
Fruta cítrica
Pomar
Praga de planta
Vale do Rio Caí, Região (RS)
Resumo A biodiversidade tem papel importante no manejo das pragas dos agroecossistemas. Os sistemas de produção orgânico e agroflorestal representam técnicas de manejo que podem contribuir para o estabelecimento de uma maior diversidade, inclusive de organismos benéficos. Dentre estes, destacam-se os insetos predadores, que tem potencial para realizar o controle biológico natural de pragas. Este trabalho teve como objetivo amostrar a diversidade de insetos predadores e verificar se o manejo agroflorestal propicia uma maior diversidade deste grupo em comparação com o manejo orgânico tradicional. Foram realizadas amostragens mensais com uso de guarda-chuva japonês e rede de varredura, ao longo de doze meses, em quatro pomares cítricos em propriedades localizadas no Vale do Caí, duas com manejo agroflorestal e duas com manejo orgânico. Ao todo foram coletados 502 insetos predadores de 43 espécies, distribuídos em cinco ordens e nove famílias. O grupo mais rico foi Coccinelidade (Coleoptera), amostrado majoritariamente nas árvores de citros com o guarda-chuva japonês, enquanto que o mais abundante foi Formicidae (Hymenoptera), amostrado principalmente na vegetação espontânea com a rede de varredura. Os métodos de amostragem se complementam na amostragem da entomofauna presente nos agroecossistemas. Os estimadores de riqueza mostraram que não foi atingida a suficiência amostral. A distribuição de abundância seguiu o padrão para artrópodos em regiões tropicais, com muitas espécies raras. Os pomares agroflorestais tiveram índices de diversidade maiores que os pomares orgânicos. Os pomares com manejo agroflorestal foram mais ricos que os com manejo orgânico, quando a riqueza foi analisada contra a abundância. A composição da fauna foi distinta entre os pomares, mas não entre as estações. Os resultados mostram que o manejo agroflorestal estimula o estabelecimento de uma maior diversidade de insetos predadores. A diversidade estrutural e florística do pomar é importante, assim como as plantas espontâneas e a vegetação do entorno parecem ser reservatórios importantes para estes organismos.
Abstract Biodiversity has an important role in the management of pests in agroecosystems. The organic and agroforestry production systems represent management techniques which can contribute to the establishment of a greater diversity, including that of beneficial organisms. Among these, are the predator insects, with potential to the natural biological control of pests. This work aimed to sample the diversity of predator insects and verify if the agroforestry management favors a greater diversity of this group in comparison to the traditional organic management. Monthly samples were done with the use of the beating and sweeping net methods, during twelve (12) months, in four citric orchards in properties situated at the Caí Valley, two with agroforestry management and two with organic management. Overall, 502 predator insects, belonging to 43 species were collected, distributed in five orders and nine families. The richest group was Coccinelidae (Coleoptera), sampled mostly on the citrus trees with the beating method, while the most abundant one was Formicidae (Hymenoptera), sampled mostly in the spontaneous vegetation with the sweeping net method. The sampling methods complement each other in the sampling of the entomofauna present in the agroecosystems. The richness estimators showed that sampling sufficiency was not achieved. The abundance distribution followed the pattern found for arthropods in tropical regions, with a lot of rare species. The agroforestry orchards had higher diversity indexes than the organic orchards. The agroforestry managed orchards were richer than the organic managed ones, when richness was plotted against abundance. The faunal composition was distinct between the orchards, but not among the seasons. Results show that the agroforestry management stimulates the establishment of a higher diversity of predator insects. The orchard structural and floristic diversity is important, as the spontaneous plants and the surrounding vegetation seems to be important reservoirs for these organisms.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26742
Arquivos Descrição Formato
000760143.pdf (1.858Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.