Repositório Digital

A- A A+

Análise de incompatibilidades de medicamentos intravenosos no Centro de Tratamento Intensivo Adulto do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Análise de incompatibilidades de medicamentos intravenosos no Centro de Tratamento Intensivo Adulto do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de incompatibilidades de medicamentos intravenosos no Centro de Tratamento Intensivo Adulto do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Moraes, Cassia Garcia
Orientador Bueno, Denise
Co-orientador Silva, Daiandy da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Incompatibilidade de medicamentos
Medicamentos intravenosos
Unidades de terapia intensiva
[en] ICU
[en] Incompatibilities
[en] Intravenous medications
[en] Pharmaceutical intervention
Resumo Introdução: As incompatibilidades medicamentosas quando ocorrem são consideradas erro de medicação, e o produto resultante pode afetar a eficácia e a segurança da terapia, sendo que conhecer seus fundamentos pode ajudar a prevenir sua ocorrência diminuindo, assim, seus riscos. Objetivo: Identificar e quantificar as incompatibilidades físico-químicas entre medicamentos administrados através da via intravenosa em pacientes internados no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), observar a possibilidade de orientações farmacêuticas para a administração dos medicamentos incompatíveis e construir um referencial bibliográfico sobre os mesmos. Metodologia: Estudo longitudinal retrospectivo, no qual foram avaliadas as prescrições de Março a Maio de 2010, a partir dos prontuários eletrônicos, verificando a ocorrência de incompatibilidades medicamentosas entre as formas farmacêuticas intravenosas. Resultados: Foram analisadas 65 prescrições médicas, destas 51 apresentaram incompatibilidade entre os medicamentos. A média de medicamentos intravenosos foi de 7 (DP±1,58) por prescrição. Foram identificadas 177 incompatibilidades entre 35 medicamentos diferentes, que levaram a 71 possibilidades de interação. Os medicamentos mais envolvidos nas incompatibilidades foram o Midazolam (18,08%) e a Insulina (10,45%). As incompatibilidades mais encontradas foram entre Midazolam e Piperacilina+Tazobactam (9,6%) e entre Insulina e Noradrenalina (7,9%). Das 51 prescrições que geraram orientação farmacêutica, 13 destas puderam ser realizadas pela equipe de enfermagem. Conclusão: A intervenção farmacêutica contribui para a diminuição da ocorrência de eventos adversos e na eficácia clínica relacionada.
Abstract Introduction: Drug incompatibilities when they occur are considered a medication error, and the resulting product can affect the efficacy and safety of the therapy, and know your fundamentals can help prevent its occurrence thus reducing their risks. Objective: To identify and quantify the physical and chemical incompatibilities between drugs administered intravenously in hospitalized patients in the Intensive Care Unit (ICU) of Hospital de Clinicas de Porto Alegre (HCPA), to observe the possibility of guidelines for administration of pharmaceutical drugs incompatible and build a bibliographic reference on them. Methodology: Retrospective longitudinal study, which evaluated the requirements from March to May 2010, from electronic medical records, verifying the occurrence of drug incompatibilities between intravenous dosage forms. Results: A total of 65 prescriptions, of these 51 showed incompatibility between the medications. The mean intravenous medications was 7 (SD ± 1.58) per prescription. 177 were identified incompatibilities between 35 different drugs, which led to 71 possibilities for interaction. The drugs most commonly involved in incompatibilities were Midazolam (18.08%) and Insulin (10.45%). More were found the incompatibilities between Midazolam and Piperacillin + Tazobactam (9.6%) and between Insulin and Norepinephrine (7.9%). Of the 51 prescriptions that generated pharmaceutical care, 13 of these were apparently made by nursing staff. Conclusion: The pharmaceutical intervention contributes to reducing the occurrence of adverse events and clinical efficacy related.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26794
Arquivos Descrição Formato
000758432.pdf (249.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.