Repositório Digital

A- A A+

Estresse oxidativo gerado pela citocina IL-6 mimetiza as alterações observadas na expressão das iodotironinas desiodases na síndrome do doente eutireoideo

.

Estresse oxidativo gerado pela citocina IL-6 mimetiza as alterações observadas na expressão das iodotironinas desiodases na síndrome do doente eutireoideo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estresse oxidativo gerado pela citocina IL-6 mimetiza as alterações observadas na expressão das iodotironinas desiodases na síndrome do doente eutireoideo
Autor Wajner, Simone Magagnin
Orientador Maia, Ana Luiza Silva
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Endocrinologia.
Assunto Citocinas
Estresse oxidativo
Iodeto peroxidase
Síndromes do eutireóideo-doente
Resumo A Síndrome do T3 baixo se refere a alterações nos níveis séricos dos hormônios tireoidianos, observado em pacientes criticamente doentes, na ausência de disfunção primária do eixo hipotálamo-hipófise-tireóide. Os indivíduos afetados apresentam baixos níveis de T3, elevação do T3 reverso (rT3), T4 normal ou baixo e TSH inapropriadamente normal ou baixo. Os mecanismos fisiopatológicos envolvidos são pouco conhecidos. No entanto, diversas alterações no metabolismo periférico dos hormônios tireoidianos são observadas nesta síndrome, destacando-se a redução da conversão de T4 em T3. Em seres humanos, 80% da conversão periférica do T3 provem da desiodação do pro-hormônio T4 pelas enzimas iodotironinas tipos 1 e 2 (D1 e D2). A iodotironina desiodase tipo 3 (D3), por sua vez, catalisa exclusivamente a inativação hormonal. Essas isoenzimas parecem ter sua regulação alterada na síndrome do T3 baixo. Dentre os mecanismos envolvidos, está o aumento das citocinas inflamatórias, principalmente da interleucina-6 (IL-6), que ocorre como resposta ao estado inflamatório e se correlaciona negativamente com os níveis de T3 plasmático. Essa revisão discute os mecanismos fisiopatológicos envolvidos nas alterações dos hormônios tireoidianos na síndrome do T3 baixo com ênfase no funcionamento das iodotironinas desiodases.
Abstract The Low T3 Syndrome refers to changes in serum levels of thyroid hormones observed in critically ill patients in the absence of primary dysfunction of the hypothalamic-pituitarythyroid. Affected individuals have low levels of T3, rT3 elevated T4 and inappropriately normal TSH. The pathophysiological mechanisms are poorly understood. However, several changes in peripheral metabolism of thyroid hormones are seen in this syndrome, emphasizing the reduction of the conversion of T4 to T3. In humans, 80% of the peripheral conversion of T3 comes from pro-hormone T4 deiodination, catalyzed by the group of enzymes iodothyronine types 1 and 2 (D1 and D2). The iodothyronine deiodinase type 3, in turn, catalyzes exclusively hormone inactivation. These enzymes seem to have an altered regulation in low T3 syndrome. Among the mechanisms involved, is the increase in inflammatory cytokines, mainly interleukin-6 (IL-6), which occurs in response to the inflammatory state and is negatively correlated with serum T3 levels. This review discusses the pathophysiological mechanisms involved in the alterations of thyroid hormones in low T3 syndrome with emphasis on the functioning of the iodothyronine deiodinases.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/26901
Arquivos Descrição Formato
000762328.pdf (595.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.