Repositório Digital

A- A A+

Modificações na plasticidade hipocampal relacionadas com o processamento da memória para a tarefa de reconhecimento de objetos

.

Modificações na plasticidade hipocampal relacionadas com o processamento da memória para a tarefa de reconhecimento de objetos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modificações na plasticidade hipocampal relacionadas com o processamento da memória para a tarefa de reconhecimento de objetos
Autor Clarke, Julia Helena Rosauro
Orientador Izquierdo, Ivan Antonio
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Hipocampo
Memória
Plasticidade neuronal
Ratos
Recognição (Psicologia)
Resumo O fenômeno da potenciação de longa duração (LTP) é amplamente aceito como correlato celular da formação de memórias. A tarefa de Reconhecimento de Objetos (RO) é particularmente útil para estudar as memórias declarativas em roedores, porque se baseia em sua preferência inata por objetos novos sobre objetos familiares. Neste estudo, camundongos com eletrodos implantados nas vias colaterais de Schaffer hipocampais foram treinados na tarefa de RO. Registros de campo de potenciais excitatórios pós-sinápticos evocados na sinapse CA3-CA1 foram obtidos durante a sessão de treino ou a diferentes momentos após o seu término. Um fenômeno de potenciação sináptica “LTP-like” foi observado 6 horas após o treino. Uma sessão de teste foi conduzida 24 horas após o treino, na presença de um objeto novo e de um objeto familiar. Uma facilitação sináptica foi observada enquanto os animais exploravam os objetos, independentemente do tipo de objeto (novo ou familiar). Um curto período de depotenciação foi observado logo após o teste, seguido de uma fase tardia de potenciação sináptica. Demonstrou-se, portanto, que a consolidação da memória de RO é acompanhada por uma potenciação sináptica transitória na sinapse CA3-CA1, enquanto que a reconsolidação desta memória desencadeia uma fase curta de depotenciação - que poderia ser a responsável pela vulnerabilidade característica da memória – que é seguida por uma fase tardia de potenciação sináptica.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/26933
Arquivos Descrição Formato
000762654.pdf (620.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.