Repositório Digital

A- A A+

Cataratas do Iguaçu experiências e registros de uma paisagem turística

.

Cataratas do Iguaçu experiências e registros de uma paisagem turística

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cataratas do Iguaçu experiências e registros de uma paisagem turística
Autor Pimentel, Maurício Ragagnin
Orientador Castrogiovanni, Antônio Carlos
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Geografia cultural
Iguaçu, Cataratas do (Argentina e Brasil)
Turismo
[en] Geographicite
[en] Iguassu Falls (Argentina/Brasil)
[en] Landscape
[en] Tourist experience
[es] Cataratas del Iguazú (Argentina/Brasil)
[es] Complejidad
[es] Experiencia turística
[es] Geograficidad
[es] Paisaje
Resumo Esta dissertação versa sobre Paisagem e a mediação que parece produzir entre turistas e as Cataratas do Iguaçu (Brasil/Argentina). Os pontos de partida de nossa trilha foram: o Paradigma da Complexidade e a Geografia Cultural. O objetivo geral que perseguimos foi analisar os significados que os sujeitos atribuem à experiência geográfica das Cataratas do Iguaçu desde sua intencionalidade turística. Recorrendo aos princípios da Complexidade: dialógica, recursividade e hologramática; nossos procedimentos investigativos basearam-se no instrumental da Pesquisa Qualitativa. No primeiro capítulo expusemos a problemática de pesquisa e nossos objetivos. Na segunda seção tratamos de questões metodológicas. A terceira parte é dedicada à revisão bibliográfica das categorias: Espaço Geográfico, Turismo, Paisagem e Geograficidade. O quarto capítulo é devotado à história da mediação paisagística nas Cataratas do Iguaçu, e aos relatos dos primeiros a registrarem os saltos. Aí, ratificamos o Turismo como produto de uma processualidade histórica marcada pela contingencialidade, e não uma „vocação inata' do local. No quinto momento procuramos analisar o diálogo que parece ocorrer entre os sujeitos turistas e as quedas do rio Iguaçu. Esse colóquio afigura-se pautado primordialmente por um vínculo de cunho estético, que é influenciado pela categoria do sublime, elaborada sob a égide de uma noção de natureza advinda do romantismo dos séculos XVIII e XIX. O momento não tão final do trabalho dedicamos aos registros e narrativas dos sujeitos em relação às Cataratas. Há o predomínio de narrativas visuais, em especial a fotografia. Procuramos analisar os significados que os sujeitos atribuem aos seus registros; bem como o papel que têm na experiência turística, conformando o que denominamos como Paisagem-cenário.
Resumen Este trabajo trata del Paisaje y la mediación que se parece producir entre turistas y las Cataratas del Iguazú (Brasil/Argentina). Los puntos de partida de nuestro sendero han sido: el Paradigma de la Complejidad y la Geografía Cultural. El objetivo general que perseguimos fue analizar los significados que los sujetos atribuyen a la experiencia geográfica de las Cataratas del Iguazú desde su intencionalidad turística. Usando los principios de la Complejidad: dialógica, recursividad y hologrammatical; nuestros procedimientos se basaran en el instrumental de la Investigación Cualitativa. En el primer capítulo evidenciase el problema y los objetivos de investigación. En la segunda sección se tratan las cuestiones metodológicas. La tercera parte está dedicada a revisión de la literatura respecto a las categorías: Espacio Geográfico, Turismo, Paisaje y Geograficidad. El cuarto capítulo está consagrado a la historia de la mediación paisajística en las Cataratas de Iguazú, y a los informes de los primeros en registrar los saltos. En este sentido, confirmamos el Turismo como resultado de una procesualidad histórica señalada por su carácter contingente, y no como una „vocación innata‟ del sitio. En el quinto momento buscamos analizar el diálogo que parece ocurrir entre los sujetos turistas y las caídas del río Iguazú. Esa conversación figurase guiada principalmente por un enlace de contenido estético, en que influye la categoría de lo sublime, elaborada bajo a una noción de naturaleza derivada del romanticismo de los siglos XVIII y XIX. El momento todavía no definitivo del trabajo, lo dedicamos a los registros y narrativas de los sujetos en relación a las Cataratas. Hay un predominio de la narrativa visual, en particular de la fotografía. Buscamos analizar los significados que los sujetos atribuyen a sus registros; así como el rol que poseen en la experiencia turística, constituyendo lo que denominamos como Paisaje-escenario.
Abstract This essay is about Landscape and the mediation it seems to produce between tourists and the Iguassu falls (Argentina/ Brazil). The starting points of our track were the Paradigm of Complexity and Cultural Geography. The main goal was to analyze the meanings given by tourist subjects to their geographical experience of the Iguassu Falls. Through the complex principles of dialogics, recursivity and hologrammatics, our investigative procedures were grounded on Qualitative Data Analysis. In the first chapter the research problem the objectives are exposed. At the second section methodological questions are approached. The third part is dedicated to a literature review on the following concepts: Geographical Space, Tourism, Landscape and Geographicite. The fourth chapter brings the history of the Iguassu falls landscape mediation, as well as the first reports on the site. There, we assure tourism as a result of an historical and contingent process, as opposed to an innate vocation of the place. At the fifth moment we persuade to analyze the dialog that seems to happen between tourists and the Iguassu falls. This conversation is guided by an aesthetical rapport, that‟s tributary on the sublime and on a way to conceive nature which derives from XVIII and XIX centuries' romanticism. A not so final moment of this essay is dedicated to the reports and narratives on the falls made by tourist subjects. There‟s a predominance of visual narratives, in special photography. We aimed at the meanings tourist subjects give to their reports, as well as the role of recording on their touristic experience, conforming what we name as landscape setting.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/27007
Arquivos Descrição Formato
000759459.pdf (6.006Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.