Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da competitividade em sistemas de produção de bovinocultura de corte nas regiões sul e norte do Brasil

.

Avaliação da competitividade em sistemas de produção de bovinocultura de corte nas regiões sul e norte do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da competitividade em sistemas de produção de bovinocultura de corte nas regiões sul e norte do Brasil
Outro título Evaluation of competitiveness in the beef cattle production systems in the southern and northern of Brazil
Autor Oiagen, Ricardo Pedroso
Orientador Barcellos, Julio Otavio Jardim
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Bovinocultura
Brasil, Região Norte
Brasil, Região Sul
Cadeia produtiva
Carne bovina
Gado de corte
Produção animal
Resumo Este trabalho objetivou mensurar a competitividade de sistemas de produção que atuam na bovinocultura de corte nas Regiões Sul e Norte do Brasil. Durante o primeiro trimestre de 2010 foram aplicados 65 questionários com pecuaristas, sendo que 36 entrevistas aconteceram na Região Sul (Estado do Rio Grande do Sul) e 29 na Região Norte (Estados do Pará e Rondônia). Foram definidos os principais direcionadores que afetam a competitividade interna, sendo estes a tecnologia (TE), a gestão (GE), as relações de mercado (RM) e o ambiente institucional (AI). Posteriormente estes foram desdobrados em dez, dez, quatro e sete fatores, respectivamente, sendo atribuídos pesos específicos para cada um deles a fim de obter o índice de competitividade (IC) através de equações específicas. Foi calculado também o grau de competitividade dos quatro direcionadores e dos 31 fatores, de acordo com a seguinte classificação: muito desfavorável, desfavorável, neutro, favorável e muito favorável. Os resultados foram analisados estatisticamente pela teoria de resposta ao item (Multilog for Windows) e pela análise de correspondência simples (ANACOR SPSS versão 18). De modo geral, a Região Sul apresentou maior competitividade do que a Região Norte, visto que a média do IC foi superior (7,31 versus 5,32). Os valores das médias dos direcionadores foram 7,85 (TE), 6,65 (GE), 6,06 (RM), 6,51(AI) e 6,02 (TE), 5,11 (GE), 5,17 (RM), 4,96 (AI), respectivamente para o Sul e o Norte. Os fatores críticos de competitividade para as duas regiões foram: integração lavoura-pecuária, planejamento estratégico, cálculo de indicadores financeiros, formação de preços, acesso de inovações tecnológicas e organização dos produtores. Trabalhos que buscam identificar e corrigir os entraves ao desenvolvimento da atividade são importantes para o desenvolvimento sustentável e maior eficiência dos sistemas de produção. O incremento da competitividade setorial torna-se fundamental para o planejamento de ações estruturais e conjunturais que favoreçam todos os agentes envolvidos, sobretudo o segmento “dentro da porteira”, através da criação de alianças estratégicas na cadeia produtiva da carne bovina.
Abstract This paper aimed to measure the competitiveness in the production systems which act in the beef cattle in the Southern and Northern regions of Brazil. During the first quarter of 2010, sixty-five questionnaires were made with the breeders, 36 interviews were in the Southern Region (Rio Grande do Sul state) and 29 in the Northern Region (Pará and Rondônia states). The main indicators which affect the internal competitiveness were defined. They were: Technology (TE), the management (MA), the market relationship (MR) and the institutional environment (IE). Later these indicators were divided in ten, ten, four and seven factors, respectively, giving specific values for each one of them in order to determine the competitiveness index (CI) according to specific equations. It was also calculated the competitiveness rate of the four indicators and the 31 factors, according to the following classification: very unfavorable, unfavorable, neuter, favorable and very favorable. The results were statistically analyzed by item response theory (Multilog for Windows) and by the simple correspondent analysis (ANACOR SPSS version 18). In general, the Southern region showed a bigger competitiveness than the Northern Region, since the CI average was superior (7.31 versus 5.32). The indicators average values were 7.85 (TE), 6.65 (MA), 6.06 (MR), 6.51(IE) and 6.02 (TE), 5.11 (MA), 5.17 (MR), 4.96 (IE), respectively for South and North. The crucial factors of competitiveness for both regions were: animal-crop integration, strategic planning, financial indicators measument, prices formation, technologic innovation access and producers organization. Works that seek to identify and correct the obstacles to the activities development are very important to the sustainable development and bigger efficiency in the production systems. The increasing of the sectorial competitiveness is essential for the structural and conjuctural action planning which will support all the involved agents, especially the segment “farm inputs sector”, by the creation of strategic alliances in the productive chain of bovine meat.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/27033
Arquivos Descrição Formato
000763212.pdf (3.519Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.