Repositório Digital

A- A A+

Sistema de integração lavoura-pecuária : desempenho de novilhos superprecoces e variabilidade espacial do pasto

.

Sistema de integração lavoura-pecuária : desempenho de novilhos superprecoces e variabilidade espacial do pasto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistema de integração lavoura-pecuária : desempenho de novilhos superprecoces e variabilidade espacial do pasto
Outro título An integrated crop livestock system: performance of early finished beef steers and sward spatial variability
Autor Wesp, Cristiane de Lima
Orientador Carvalho, Paulo Cesar de Faccio
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Aveia
Azevém
Lavoura
Novilho precoce
Pastagem
Pecuária
Performance
[en] Geo-referencing
[en] Live weight gain
[en] No tillage system
[en] Soil penetration resistance
[en] Spacial heterogeneity
[en] Sward height
Resumo A introdução de bovinos em pastejo em áreas destinadas ao cultivo de culturas de grãos possibilita maximização de renda no sistema, contribuindo para o benefício da cultura em sucessão, quando a intensidade de pastejo é manejada adequadamente. O objetivo deste trabalho foi avaliar em um sistema de integração lavoura-pecuária, os efeitos de diferentes intensidades de pastejo, em função de quatro alturas de manejo de uma pastagem de aveiapreta e azevém anual em sucessão à cultura da soja, bem como, a influência dessas alturas sobre o desempenho animal, a variabilidade espacial do pasto e a resistência mecânica do solo à penetração. Os tratamentos consistiram das alturas de manejo de pasto de 10, 20, 30 e 40 cm; e de um tratamento sem pastejo (SP). A coleta de dados realizou-se entre julho e novembro de 2008, no município de Tupanciretã, RS, Brasil. Foram utilizados novilhos de corte, provenientes de cruzamento entre as raças Angus, Hereford e Nelore, com peso médio inicial de 203 ± 1,7 kg. Esses foram distribuídos em um delineamento experimental de blocos completos ao acaso, com três repetições, onde permaneceram em pastejo por 122 dias. As alturas médias reais, encontradas para os cinco tratamentos avaliados, corresponderam a 14,1; 22,6; 32,0; 41,1 e 45,0 cm, respectivamente. As variáveis massa de forragem, oferta de forragem e palhada residual responderam de maneira positiva e linear ao incremento da altura do pasto (P≤0,0001). O desempenho individual, o peso vivo ao abate e as características de carcaça dos novilhos apresentaram resposta quadrática, e foram otimizadas em alturas de manejo do pasto próximas a 30 cm (P≤0,0305). As menores alturas de manejo proporcionaram maiores ganhos por área, em função da maior carga animal utilizada. A presença de animais em pastejo proporcionou variabilidade espacial de alturas ao final do ciclo de utilização da pastagem. O mesmo foi observado para a resistência mecânica do solo à penetração, principalmente, nas camadas superciais do solo. Os valores de resistência evidenciaram os efeitos do pastejo até a profundidade de 0,20 m, sendo esses crescentes com o aumento das intensidades de pastejo impostas. Os resultados demonstram que alturas próximas a 30 cm permitem maiores ganhos individuais, em função do aumento da quantidade de forragem disponível por animal, não havendo comprometimento da palhada residual destinada à cultura subseqüente nesses casos, nem dos atributos físicos do solo avaliados.
Abstract The introduction of cattle into areas destined for grain crop production enables maximizing income from the system and can benefit the subsequent grain crop provided grazing intensity is managed properly. The objective of this study was to evaluate the effects of different grazing intensities on animal performance, sward spatial variability and soil penetration resistance within in a crop-livestock system. The treatments consisted of four grazing sward heights, 10, 20, 30 and 40 cm, and no grazing (NG), in a sward of black oat and annual ryegrass grown in succession with soybean. The study was conducted from May to November 2008, near Tupanciretã, RS, Brasil. Beef steers (Angus x Hereford x Nellore) with average initial weight of 203 ± 1.7 kg were distributed in a randomized complete block design, with three replications, where they grazed for 122 days. The observed average sward heights for the five treatments were 14.1; 22.6; 32.0; 41.1 and 45.0 cm, respectively. Herbage mass, herbage allowance and residual straw responded positively and linearly to increasing sward heights (P≤0.0001). Average daily gain, slaughter live weight, and carcass characteristics of the steers showed a quadratic response and were optimal in the 30 cm sward height treatment (P≤0.0305). The shorter sward heights provided higher total animal gain per area, due to the associated higher stocking rates. The presence of grazing animals resulted in spatial variability of sward heights at the end of the grazing cycle. The same was observed for soil penetration resistance, particularly in the surface layers of the soil. The soil penetration resistance showed the effect of animal traffic to a depth of 0.20 m, which increased with increasing grazing intensities. The results suggest that maintaining grazed sward heights near 30 cm provides better individual animal gains by the increasing amount of forage available per animal, while not compromising the residual straw remaining for the subsequent grain crop and without inducing excessive soil compaction.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/27034
Arquivos Descrição Formato
000763214.pdf (4.184Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.