Repositório Digital

A- A A+

Assentamento Trinta de Maio : ações e contradições entre educação e trabalho em uma cooperativa de produção agropecuária

.

Assentamento Trinta de Maio : ações e contradições entre educação e trabalho em uma cooperativa de produção agropecuária

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Assentamento Trinta de Maio : ações e contradições entre educação e trabalho em uma cooperativa de produção agropecuária
Autor Hoff, Márcio
Orientador Zitkoski, Jaime José
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Agricultura familiar
Assentamento rural
Movimento dos trabalhadores rurais sem terra
Trabalho cooperativo
[en] Cooperative work
[en] Education
[en] MST
[en] Settlement
Resumo A pesquisa que deu origem à essa dissertação de mestrado está pautada na análise acerca da concepção de trabalho cooperativo para o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e, na conseqüente implementação de uma Cooperativa de Produção Agropecuária – CPA, no Assentamento Trinta de Maio em Charqueadas, no RS, considerada como um projeto alternativo de desenvolvimento econômico, social e cultural para as famílias assentadas, visando contrapor a lógica do modelo capitalista de produção. Através da metodologia da pesquisa-participante, este estudo procura refletir e desvelar os aspectos e desdobramentos que conduziram para a gradativa divisão entre algumas famílias assentadas e sua conseqüente saída da cooperativa, partindo para o modelo de produção familiar e associativo. Analisa também, outras formas de concepção de trabalho cooperativo forjadas entre as famílias que por diversas motivações, optaram por se desligar da cooperativa do assentamento. Apresenta também, a relação dialógica entre as categorias educação e trabalho cooperativo e as conseqüentes contradições que emergem no seio das relações sociais consolidadas entre as famílias que constituem a cooperativa, tendo como eixo condutor da pesquisa, a educação e o trabalho cooperativo, alicerçadas nos referencias teóricos de Freire e Marx.
Abstract The research that gave rise to this dissertation is based on the analysis concerning the comprehension of cooperative work for the Landless Workers' Movement (MST), and the consequent implementation of an Agricultural Production Cooperative – APC, in the Trinta de Maio Settlement, considered an alternative to economic, social and cultural development of the settled families, contradicting the logic of the capitalist mode of production. Through the research participant methodology, this study aims at reflecting about the factors and consequences that led up to the gradual division from some settled families and the consequent choice for household production model. This study also examines different conceptions of cooperative work that exist between the settled families. Besides, it presents the dialogic relationship between education and cooperative work and the resulting contradictions within these families, having the education and cooperative work as essential purpose of this search.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/27059
Arquivos Descrição Formato
000763061.pdf (2.842Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.