Repositório Digital

A- A A+

A possibilidade de uma responsabilidade corporativa de respeito aos direitos humanos

.

A possibilidade de uma responsabilidade corporativa de respeito aos direitos humanos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A possibilidade de uma responsabilidade corporativa de respeito aos direitos humanos
Autor Duncan, Laura Schmidt
Orientador Olivar Jimenez, Martha Lucia
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Direito. Curso de Ciências Jurídicas e Sociais.
Assunto Corporações transnacionais
Direitos humanos
Responsabilidade social corporativa
Soft law
[en] Corporate social responsibility
[en] Human rights
[en] Soft law
Resumo Corporações transnacionais têm recebido grande atenção por parte dos atores do direito internacional dos direitos humanos. Embora do ponto de vista formal corporações não sejam sujeitos de obrigações no plano internacional, a sua capacidade de impacto na fruição de direitos humanos levou ao surgimento de movimentos que buscam incorporar o respeito aos direitos humanos na atividade corporativa. Essa monografia irá analisar esses movimentos, começando no Capítulo 1 com um relato da criação de normas de soft law por organizações internacionais que regulamentam a conduta de corporações, e com uma discussão acerca da importância de instrumentos não-vinculantes. No Capítulo 2, serão descritos movimentos paralelos, que têm como objetivo mudar o comportamento corporativo. Primeiro, será analisada a responsabilização de corporações por violações aos direitos humanos em cortes federais norte-americanas. Depois, serão descritos movimentos de atores não-estatais que buscam incorporar direitos humanos na atividade corporativa, em especial o Pacto Global, a influência de organizações não-governamentais no Processo Kimberley de Certificação de Diamantes e a Global Network Initiative. A monografia conclui com um panorama da responsabilidade corporativa em seu estado atual e apontando os caminhos que podem ser trilhados no futuro.
Abstract Corporations have recently been the object of great attention by the actors of international human rights law. Even though corporations are not formally subjects of international law, because of their capacity to impact the enjoyment of human rights, there are now movements which seek to incorporate respect for human rights in corporate activity. This paper will analyze these movements, starting in Chapter 1 with a description of the creation by international organizations of soft law that regulates the conduct of corporations, and with a discussion on the importance of non-binding instruments. Chapter 2 describes parallel movements that share the objective of changing corporate behavior. First, it analyzes the responsibilities of corporations for human rights violations in American federal courts. Then, it describes movements by non-state actors, especially the Global Compact, the influence of non-governmental organizations in the Kimberley Process and the Global Network Initiative. The paper concludes by presenting a broad view of corporate responsibility as it stands and by suggesting possible paths in the future.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27185
Arquivos Descrição Formato
000764111.pdf (747.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.