Repositório Digital

A- A A+

A importância da interação do controle interno dos serviços sociais autônomos com os órgãos de controle externo

.

A importância da interação do controle interno dos serviços sociais autônomos com os órgãos de controle externo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A importância da interação do controle interno dos serviços sociais autônomos com os órgãos de controle externo
Outro título The importance of interaction of internal control of social services with autonomous bodies for external control
Autor Santos, Eliane de Souza
Orientador Rocha, João Marcos Leão da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Contábeis.
Assunto Controle interno
Serviços
Serviço Social da Indústria.
[en] "S" System
[en] Autonomous Social Services
[en] CGU - Comptroller General's Office and TCU
[en] Court of Audit
[en] External control
[en] Internal control
Resumo Os Serviços Sociais Autônomos apesar de instituídos por lei, possuem personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos e são enquadrados pela doutrina e jurisprudência como entidades paraestatais; em função de atuarem ao lado do Estado em atividades de natureza pública, no interesse das categorias que representam e, principalmente, por arrecadar e gerenciar recursos considerados públicos, visto que, são contribuições compulsórias instituídas no Decreto-Lei que criou os respectivos “S”. Diante disso, essas entidades submetem-se ao controle da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU), pois administram contribuições parafiscais. Destarte, o presente estudo demonstra a importância da interação do controle interno das Entidades do Sistema “S” – com ênfase no Serviço Social da Indústria (SESI) – e os Órgãos de Controle Externo.
Abstract Abstract: Autonomous Social Services although created by law, have legal personality under private law, nonprofit and are framed by the doctrine and jurisprudence as parastatals bodies, according to acting alongside the state in activities of a public nature in the interest of categories that represent, and mainly by raising and managing resources are considered public, as are compulsory contributions imposed by the Decree-Law that created their "S". Given this, these entities undergoing control the Comptroller General (CGU) and the Court of Audit (TCU) for quasi administer contributions. Therefore, this study demonstrates the importance of the interaction of internal control of the entities the "S" - with emphasis on Social Service of Industry (SESI) - Bodies and External Control.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/27225
Arquivos Descrição Formato
000763337.pdf (142.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.