Repositório Digital

A- A A+

Comparação entre o tonômetro de rebote (Tonovet) e o novo tonômetro de aplanação (Tono-pen a via) durante curva diurna da pressão intraocular de coelhos adultos.

.

Comparação entre o tonômetro de rebote (Tonovet) e o novo tonômetro de aplanação (Tono-pen a via) durante curva diurna da pressão intraocular de coelhos adultos.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparação entre o tonômetro de rebote (Tonovet) e o novo tonômetro de aplanação (Tono-pen a via) durante curva diurna da pressão intraocular de coelhos adultos.
Outro título Comparison of a rebound (tonovet) and an new applanation tonometer (tonopen-avia) for diurnal curves of intraocular pressure in adults rabbits
Autor Pereira, Fabiana Quartiero
Orientador Pigatto, João Antonio Tadeu
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Coelhos
Oftalmologia Veterinária
Pressão intraocular
[en] Intraocular pressure
[en] Rabbits
[en] Tono-Pen Avia
[en] Tonovet
Resumo A determinação da pressão intraocular (PIO) é fundamental no exame oftálmico. Atualmente, novos tonômetros, baseados em diferentes princípios, estão sendo continuamente desenvolvidos. O objetivo deste estudo foi estabelecer os valores de referência da PIO de coelhos adultos, sem efeito de tranquilizantes, mensurada com o tonômetro de rebote (Tonovet) e o de aplanação (Tono-Pen Avia). Também foi preconizada a mensuração da PIO ao longo do dia nesta espécie e a comparação dos resultados obtidos com os dois tonômetros. A PIO foi aferida ao longo do dia (6h, 9h, 12h, 15h e 18h) em 38 coelhos (76 olhos) da raça Nova Zelândia Branca, adultos, com idade média de seis meses, machos ou fêmeas, com massa corporal média de 3,5kg. Previamente, foi realizado teste da lágrima de Schirmer, prova da fluoresceína, biomicroscopia com lâmpada de fenda e oftalmoscopia direta em todos os animais. A tonometria de rebote foi realizada primeiro e, decorridos 10 minutos, foi instilado colírio anestésico e realizada a tonometria de aplanação. A PIO obtida utilizando as duas técnicas foi comparada estatisticamente. A média da PIO com o Tonovet foi de 9,51 ± 2,62 mmHg (variação de 3- 23mmHg) e 15,44 ± 2,16 mmHg (variação de 8 – 26mmHg) com o Tono-Pen Avia. Houve diferença estatística significante entre os valores obtidos com os dois tonômetros (P < 0,001). A relação entre os dois tonômetros foi representada através da equação de regressão linear: y = 0,4923x + 10,754 (y= Tonovet e x= Tono-Pen Avia). No início do dia foram registradas PIOs mais elevadas, mas a média dos valores ao longo do dia, com ambos os aparelhos, foi estatisticamente o mesmo (p = 0,086). O valor do coeficiente de correlação obtido foi r2= 0,357. Os resultados demonstram que o Tono-Pen Avia é mais variável e superestima a PIO de coelhos quando comparado ao Tonovet. Nas primeiras horas do dia, a PIO de coelhos foi mais alta que nos demais horários, independentemente do tonômetro utilizado.
Abstract The determination of intraocular pressure (IOP) is crucial in eye examination. Currently, new tonometers based on different principles are being continuously developed. The objective was to establish reference values of IOP of adults rabbits without the effect of tranquilizers, utilizing the rebound tonometer (Tonovet ) and the applanation tonometer (Tono-Pen Avia) for measurements. It also aimed to advocate the measurement of IOP throughout the day in this species and compare the results obtained with the two tonometers. The IOP was measured throughout the day (6h, 9h, 12h, 15h and 18h) in 38 New Zealand White rabbits (76 eyes), adults, males or females, with mean weight of 3.5kg and an average age of six months. Previously, the Schirmer tear test, fluorescein test, biomicroscopy with slit lamp and direct ophthalmoscopy were performed in all animals. First, the rebound tonometry was performed and after a minimum of 10 minutes anesthetic drops were instilled and applanation tonometry was carried out. IOP obtained using the two techniques was compared by statistical analysis. The average IOP was 9.51 ± 2.62 mmHg (range 3 - 23 mmHg) and 15.44 ± 2.16 mmHg (range 8 – 26mmHg), with Tonovet and Tono-Pen Avia, respectively. Statistic significant difference between the two tonometers was (P <0.001). The linear regression equation that describes the relationship between the two tonometers was: y = 0.4923 x + 10.754 (y= Tonovet e x= Tono-Pen Avia). Earlier in the day, higher IOPs were recorded, but the average behavior of IOP throughout the day with both devices was statistically the same (p = 0.086). The value of the correlation coefficient was r2 = 0.357. The results show that the Tono-Pen Avia is more variable and overestimates the IOP of rabbits when compared with the Tonovet. In the early hours, the IOP of rabbits was higher than at other times, regardless of the tonometer used.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/27277
Arquivos Descrição Formato
000763859.pdf (564.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.