Repositório Digital

A- A A+

A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub

.

A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A participação e o pertencimento em grupos de trabalho à luz da teoria da aprendizagem situada : um estudo na Dublin Irish Pub
Autor Gudolle, Lucas Socoloski
Orientador Antonello, Cláudia Simone
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Aprendizagem
Grupos de trabalho
Participação
Pertencimento
Resumo Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. A participação no trabalho tem como essência, nessa concepção, o pertencimento, ou seja, a sensação de fazer parte do grupo de trabalho, de pertencer àquela realidade. Este estudo teve por objetivo identificar e analisar como ocorre o processo de aprendizagem pela participação e pertencimento nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub. Aborda-se a aprendizagem seguindo um viés interpretativista, com a construção teórica baseada numa visão sociológica deste fenômeno. O arcabouço teórico envolve a aprendizagem situada (LAVE; WENGER, 1991), aprofundada juntamente com o estudo da participação nas atividades de trabalho. A aprendizagem, nessa concepção, é compreendida como atividade situada e tem como característica central um processo denominado participação periférica legitimada, que descreve de forma analítica o engajamento e participação dos aprendizes nas atividades de trabalho e nos grupos de trabalho. Esse processo de atuação nos grupos, passa pela fase inicial de participação periférica legitimada e, a partir do engajamento e atuação com os mais experientes, desenvolve-se a aprendizagem. Assim, o significado da aprendizagem é configurado através de um processo de tornar-se um participante pleno. A participação enquanto periférica legitimada é entendida como modos de pertencimento no grupo, que é não somente condição crucial para a aprendizagem, como também um elemento constitutivo do conteúdo desta. As categorias de análise identificadas para apresentação dos resultados são: aprendizagem pela participação periférica legitimada, formas de participação nos grupos, pertencimento aos grupos, abertura e restrição de acesso nos grupos, processo de aprendizagem situada nos grupos, periferalidade e legitimidade nas interações nos grupos. Os resultados apresentados mostram: que existem dificuldades e restrições de acesso nos grupos aos recém-chegados; que a aprendizagem ocorre através da participação periférica legitimada de modo situado; e, que a periferalidade e legitimidade nas interações com o grupo são relevantes para o pertencimento e ganhos de participação. Conclui-se que o processo de aprendizagem é situado e ocorre pela participação nas interações e atividades nos grupos - participação essa periférica, legitimada e plena –, enquanto que o pertencimento ao grupo, consequente da abertura de acesso e aceitação dos recém-chegados nos grupos, proporciona legitimidade nas interações e participação plena nos grupos de trabalho da Dublin Irish Pub.
Abstract This study aims to identify and analyze how the learning process occurs through participation and belonging in the work groups of the Dublin Irish Pub. Approaches to learning following an interpretative bias, with the theoretical construction based on a sociological phenomenon. The theoretical framework involves the situated learning (LAVE, WENGER, 1991), together with the detailed study of the participation in work activities. Learning, in this conception is understood as situated activity has as its central feature a process called legitimate peripheral participation, which describes analytically the engagement and participation of learners in work activities and in work groups. This process of acting in groups, passing through the initial phase of legitimate peripheral participation and from engagement and action with the most experienced develops learning. Thus the meaning of learning is configured through a process of becoming a full participant. The participation as legitimate peripheral is understood as modes of belonging in the group, which is not only crucial condition for learning, but also is a constituent of its contents. Participation in work has like essential, in this conception, belonging, that is, the feeling of being part of the working group, to belong to that reality. In short, participation is envisioned as both belonging, as legitimate peripheral. Its is adopted the basic qualitative method, which aims to understand the meanings constructed by people, assuming that meaning is interwoven in the experiences of people and mediated by the researcher's own perceptions. The data was collected by direct observation, field notes, in-depth interviews. The observation period of six months totaled forty-two field trips and twelve interviews conducted in the company studied. Thus, through the interpretative analysis, it presents the categories of analysis of the results so that the study information allows elucidate how the legitimacy and participation in work groups can assist in learning. Among the findings in the study, there are the forms of collective learning that have emerged and established differences in the learning process situated in three working groups: a group of waiters and waitresses, barmans and bartenders group, and the kitchen group consists of the chef, cooks and kitchen assistants. The analysis categories identified for presentation of results are: learning by legitimate peripheral participation, forms of participation in groups, belonging groups, openness and restriction of access in groups, a process of situated learning in groups, peripherality and legitimacy in the interactions in groups. The results show that there are access restrictions on the groups to newcomers, that learning takes place through legitimate peripheral participation in situated way and that the peripherality and legitimacy in interactions with the group are relevant to the belonging and participation gains. We conclude that the process of learning is situated and occurs by participation in the interactions and activities in groups, this participation is peripheral, legitimate and full. While belonging to the group, resulting from the access opening and acceptance of newcomers in groups provides legitimacy in the interactions and full participation in work groups of the Dublin Irish Pub.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/27368
Arquivos Descrição Formato
000764624.pdf (621.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.